Coronavírus: Mogi das Cruzes tem novas alterações no transporte coletivo

Foto: Ney Sarmento / Prefeitura de Mogi das Cruzes

Número de passageiros do sistema vem caindo desde o início do combate à pandemia de Covid-19. Queda no número de passageiros ultrapassa 42%

ALEXANDRE PELEGI

A queda no número de passageiros no sistema de transporte coletivo de Mogi das Cruzes levou a prefeitura a fazer nova alteração na operação desde esta segunda-feira, 30 de março de 2020.

Segundo informa a prefeitura da cidade da Região Metropolitana de São Paulo, fora dos horários de pico os ônibus passaram a cumprir as tabelas horárias de domingo.

Nos horários de maior procura, da ida e da volta ao trabalho, os horários continuam mantidos como os da última semana.

Isso significa dizer que, das 5h às 9h e das 16h30 às 19h30, os coletivos seguirão cumprindo tabelas horárias de sábado. Fora destes períodos, a tabela utilizada será a de domingo.

A prefeitura informa ainda que já atualizou os novos horários na página da Secretaria Municipal de Transportes.

Na última semana, após o início da quarentena decretada pelo Governo do Estado para o combate à propagação do novo Coronavírus, o volume de passageiros nos ônibus caiu 75% com relação aos dias normais, informa a prefeitura.

“No dia 9 de março, quando o acompanhamento começou a ser feito, foram transportados 142.603 passageiros, enquanto na última sexta-feira (27/03) passaram pelos ônibus 35.622 passageiros”, relata o comunicado da administração municipal.

Com a redução da demanda, o número de ônibus sofrerá queda de 42% quando comparado aos dias normais de operação.

“Serão 129 veículos transportando os mogianos, contra 223 ônibus nos dias úteis. Com relação ao que já vinha sendo operado pelo sistema desde a última terça-feira (24/03), a redução foi de 37 ônibus”, completa o comunicado da prefeitura de Mogi das Cruzes.

OUTRAS MEDIDAS

A prefeitura informa ainda que adotou medidas para desestimular a circulação dos idosos, o grupo de risco mais vulnerável à pandemia de Covid-19. “O Cartão Conforto, que permite a viagem gratuita em qualquer lugar do ônibus para pessoas com mais de 65 anos, teve a utilização suspensa no transporte municipal. Apenas em situações de urgência, como os idosos que forem a unidades de saúde ou se vacinar contra a gripe, é permitida a utilização de todos os espaços do ônibus”, explica a Administração.

Além disso, a Secretaria Municipal de Transportes monitora as condições dos Terminais Central e Estudantes, intensificando os trabalhos de limpeza e disponibilizando produtos de higiene pessoal para os passageiros, como sabonete e álcool em gel. Os terminais também estão passando por desinfecção realizada por equipes da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta