Artesp determina afastamento de motoristas e de demais funcionários com sintomas característicos da Covid-19 no sistema de ônibus rodoviários e suburbanos

Publicado em: 30 de março de 2020

Determinações valem tanto para suburbanos como para rodoviários dentro do Estado de São Paulo

Passageiros não podem ir em pé nos veículos suburbanos e rodoviários devem ter ao menos 1/3 dos serviços garantidos

ADAMO BAZANI

As empresas de ônibus que operam o sistema intermunicipal no Estado de São Paulo, seja de rodoviários ou de urbanos, foram orientas pela Artesp (agência que regula o transporte no Estado) a afastar motoristas e demais funcionários com sintomas característicos da Covid-19, como dor de garganta, febre, tosse e dificuldade de respirar.

A orientação está em um comunicado publicado no Diário Oficial do Estado do último sábado, 28 de março de 2020.

Mesmo não estando no comunicado, mas como base nas orientações da OMS – Organização Mundial da Saúde, as empresas também devem afastar funcionários com 60 anos ou mais do sistema de transporte. Essas pessoas são as que compõem o maior grupo de risco de agravamento do estado de saúde pelo coronavírus.

Estão mantidas no comunicado as determinações de não serem transportados passageiros em pé nos ônibus suburbanos (urbanos que ligam cidades diferentes que não sejam do sistema da EMTU), 1/3 de frequência mínima dos ônibus intermunicipais rodoviários e possibilidade de o passageiro desmarcar as viagens sem taxa com o bilhete valendo por um ano.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta