Feira de Santana (BA) homologa empresa vencedora de licitação para obras de implantação de corredores BRT

Instalação das fachadas das estações de transbordo do BRT da Getúlio Vargas. Foto: Washington Nery / Prefeitura de Feira de Santana

Mazza Engenharia Ltda venceu concorrência para pavimentação e sinalização. Valor do contrato é de R$ 4,7 milhões

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Feira de Santana, segunda maior cidade do estado da Bahia, com cerca de 630 mil habitantes, divulgou o resultado da licitação para execução de Obras de Pavimentação e Sinalização nos corredores de Transporte Público das avenidas Getúlio Vargas e João Durval, com vistas a implantação do Sistema BRT – Bus Rapid Transit.

O Aviso de Homologação e o Extrato do Contrato estão publicados na edição do Diário Oficial da União desta sexta-feira, 27 de março de 2020.

A empresa Mazza Engenharia Ltda. foi a vencedora do certame, e assinou contrato no valor de R$ 4,7 milhões (R$ 4.669.779,98).

Do tipo Menor Preço, a sessão pública de abertura dos envelopes foi realizada em 18 de março deste ano.


feira_brt_result


As obras do sistema BRT de Feira de Santana tiveram início oficialmente no dia 29 de junho de 2015, quando o então ministro das Cidades, Gilberto Kassab, esteve na cidade para assinar a ordem de serviço.

À época a previsão era de que o BRT seria concluído em janeiro de 2017, beneficiando 56 mil passageiros. Com dois corredores – João Durval, com 4,8 km de extensão, e Getúlio Vargas, com 4,45 km –, o sistema BRT terá 9,25 km, ligando três terminais que também integram o projeto.

O projeto original prevê 20 ônibus especiais, com acessibilidade, GPS, ar-condicionado e capacidade para atender até cem passageiros, por viagem, que circularão pelos corredores exclusivos.

Segundo o projeto executivo de 2014, os recursos para implantação do sistema BRT de Feira de Santana, totalizavam à época R$94.850.000,00, sendo R$90.107.500,00 provenientes do financiamento e R$4.742.500,00 de contrapartida.

Ainda segundo o projeto executivo, a Av. Getúlio Vargas é definida como a principal artéria da cidade, tendo grande impacto na mobilidade de todo o centro urbano. A Av. Governador João Durval Carneiro, por outro lado, aporta diversos polos geradores de tráfego, bem como faz uma importante ligação entre a região sul, sobretudo o Bairro de Tomba, e a região norte, área que concentra o principal vetor de crescimento territorial e populacional da cidade.

CONSTRUÇÃO DE C.C.O. DO BRT

Como mostrou o Diário do Transporte, em julho de 2019 a prefeitura apresentou as obras em adiantado estado de execução do Centro de Controle Operacional (C.C.O.) do futuro BRT de Feira de Santana.

O C.C.O. vai acompanhar em tempo real todas as situações que influenciem negativamente a mobilidade urbana da cidade. “Será um sistema de fiscalização de alto desempenho com respostas rápidas”, garantiu comunicado da prefeitura na época.

Em entrevista à imprensa local no fim do ano passado, o prefeito Colbert Filho afirmou que o BRT de Feira de Santana vai iniciar as atividades, experimentalmente, dentro de mais alguns meses, no trecho da avenida Getúlio Vargas.

Ele disse ainda a prestação do serviço experimentalmente será semelhante à realizada pelo metrô de Salvador, que foi sendo expandido aos poucos. Desta forma, será possível efetuar correções na prestação do serviço.

ESTAÇÕES DE TRANSBORDO

A linha da avenida Getúlio Vargas do corredor BRT está em processo avançado. A previsão da prefeitura de concluir a instalação das fachadas metálicas das estações de embarque e desembarque era para este mês de março.

Ao todo são sete estações, das quais uma já está pronta, com a instalação de portas, faltando apenas as catracas e outros equipamentos, e a segunda, à altura do Hospital São Matheus, faltam as portas.

Os operários estão concentrados na estação localizada à altura do Banco do Brasil da Getúlio Vargas.

As estações de embarque e desembarque instaladas na avenida João Durval, até à altura do Boulevard Shopping, também ganharão as fachadas metálicas nos próximos dias, segundo comunicado da prefeitura de Feira de Santana.

A próxima etapa será o início, experimental, das atividades do sistema rápido de transporte de passageiros.

No início de fevereiro deste ano, o prefeito Colbert Martins Filho já havia adiantado que o BRT passará a funcionar em caráter experimental ainda neste primeiro semestre, no trecho da avenida Getúlio Vargas. “Existe perspectiva de estender este serviço experimental até a estação localizada à altura do Boulevard  Shopping, na avenida João Durval“, completou Colbert.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta