Cartões de ônibus de Guarulhos são bloqueados por página no Facebook, em caso de extravio

Quem tiver o bilhete extraviado por qualquer motivo ou roubado deve fazer o pedido de bloqueio no Messenger. Foto: Divulgação.

Guarupass mudou atendimento para rede social em decorrência do coronavírus

JESSICA MARQUES

A Guarupass, empresa responsável pela emissão de todos os tipos de cartões do transporte público de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, suspendeu o atendimento presencial em sua sede, na Vila Moreira, em razão da pandemia de coronavírus.

Desta forma, o bloqueio de cartões de ônibus está sendo feito por meio da página no Facebook da Guarupass (http://www.facebook.com.br/guarupass).

Quem tiver o bilhete extraviado por qualquer motivo ou roubado deve fazer o pedido de bloqueio no Messenger.

Segundo nota da Guarupass, ao fazer a solicitação, o cartão será bloqueado imediatamente. Contudo, a empresa não informou os procedimentos para demais solicitações relacionadas à bilhetagem.

CASOS

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde de Guarulhos nesta quinta-feira, 26 de março de 2020, mostra que subiu de 728 para 891 o número de pessoas com suspeita de coronavírus (Covid-19) em investigação na cidade, mas os casos confirmados permanecem em 12.

A cidade registrou até o momento 988 casos suspeitos, sendo que 85 já foram descartados, sem nenhum registro ou comunicação de óbito à Vigilância Epidemiológica Municipal. Os dados estão sendo atualizados diariamente.

“A Prefeitura de Guarulhos reforça a importância das medidas de prevenção ao Covid-19 e informa que nesta sexta-feira (27), a partir das 15 horas, coloca em funcionamento o primeiro Centro de Combate ao Coronavírus, localizado em área de 4 mil metros quadrados no Parque Cecap, próximo ao Hospital Geral. Neste momento fará a triagem dos casos suspeitos e, posteriormente, irá operar com 71 leitos, sendo dez de emergência com respiradores e outros quatro para casos mais críticos.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta