Doria manda Baldy reabrir bicicletários do Metrô

Publicado em: 26 de março de 2020

Decisão foi tomada depois de pergunta de jornalista

ADAMO BAZANI

Colaborou Willian Moreira

Em entrevista coletiva no início da tarde desta quinta-feira, 26 de março de 2020, ao responder uma pergunta de uma jornalista da TV Cultura sobre mobilidade nesta época de pandemia de corona, o governador de São Paulo, João Doria, determinou que o secretários dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, reabra os bicicletários do Metrô.

Segundo a pergunta da jornalista Maria Manso, diversas cidades em todo o mundo estão estimulando o uso de bicicleta para pessoas que não podem ficar em casa por causa do trabalho com o objetivo de reduzir a lotação no transporte público neste momento.

Doria disse que não sabia dessa decisão da secretaria dos transportes .

O governador ainda comentou que foi ampliada a contração de motoboys e entregadores de bicicletas.

Na coletiva Doria ainda anunciou as seguintes medidas:

– Repasse a partir de 03 de abril a 80 municípios de R$ 218 milhões com população acima de cem mil habitantes. Cidades devem se tornar referência em atendimento

– Na próxima segunda-feira, 30 de março, serão anunciados os repasses para cidades menores e nesta sexta-feira, 27, para a capital

– Acordo com a empresa Gás Brasiliano para suspender corte de gás para a região noroeste de São Paulo até 31 de maio.

Dória confirmou o prazo de 7 de abril como fim do prazo da quarentena, seguindo recomendação da OMS – Organização Mundial da Saúde e parabenizou a adesão da população.

Governadores assonaram carta que será enviada ao presidente Jair Bolsonaro pedindo ajuda financeira para pessoas carentes e micro e pequenas empresas.

Dória deu indireta a Bolsonaro dizendo que neste momento crítico o “nós contra eles” não vai resolver a situação.

Em nota ao Diário do Transporte, a STM – Secretaria dos Transportes Metropolitanos informou que o fechamento dos biciletários ocorreu pela diminuição do quadro de funcionários com o afastamento de pessoas que se enquadram no grupo de maior risco de complicações pelo coronavírus

Com a redução no quadro de funcionários que estão nos grupos de risco, segundo decreto do Governo Estadual, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) optou, neste momento, pelo fechamento dos bicicletários localizados nas estações e terminais da CPTM, EMTU e Metrô. Decisões como essa, assim como o fechamento dos acessos secundários e adequação da operação, são analisadas a cada dia e de acordo com o quadro de funcionários disponíveis, para garantir a prestação de serviço para as pessoas que precisam do deslocamento.

A luta contra o coronavírus é de todos e esperamos logo retornar à normalidade. Enquanto isso, está à disposição dos passageiros o uso dos paraciclos, suporte para fixação de bicicletas disponíveis nas estações.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Colaborou Willian Moreira

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta