Ribeirão Preto tem frota reduzida e ônibus com horários de domingo a partir desta segunda-feira, 23

Decisão judicial determina preservar trabalhadores do grupo de risco; dos 343 ônibus, apenas 217 circularão

ALEXANDRE PELEGI

Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, terá operação reduzida do transporte coletivo a partir desta segunda-feira, 23 de março de 2020.

Em comunicado da Rede Integrada do Transporte Municipal por ônibus – (Consórcio Pró-Urbano), a medida decorre da decisão judicial que preserva os trabalhadores de grupos de risco.

Segundo o comunicado, “a operação do serviço será reduzida e funcionará de acordo com o quadro de horários programados para os DOMINGOS”.

Ainda de acordo com o comunicado, as linhas com maior demanda serão suplementadas nos horários de pico.

As linhas 601-Distrito Empresarial, 606-Fazenda Experimental, 13-Ouro Branco, 14-Jd.Botânico, 37-Pau D’Alho, 45-Vila do Ipê irão operar com horários de SÁBADO.

Todas as linhas expressas e a linha 35-Alphaville irão operar com os horários de DIA ÚTIL.

Consulte os horários no link abaixo:

http://www.ritmoribeirao.com.br/servicos-a-populacao/consultar-linhas/

As previsões de passagem podem ser obtidas no aplicativo CittaMobi.

O Pró Urbano, que detém a concessão do transporte municipal, afirma estar intensificando a limpeza diária e desinfecção da frota de ônibus e locais de atendimento.

 



A informação da redução da frota, que chega a 40%, foi informada pelo prefeito Duarte Nogueira (PSDB) no sábado, 21.

Desta forma, apenas 217 dos ônibus da frota total, que soma 343 veículos, estarão nas ruas. Aos domingos e feriados este percentual será de 60%.

A decisão judicial da Justiça do Trabalho determinou uma série de regras que terão de ser adotadas para evitar a disseminação do coronavírus. As principais são:

– disponibilidade do álcool em gel 70% em todos os ônibus;

– veículos deverão circular dentro dos mesmos horários adotados para os domingos;

– diminuição de 30% nas escalas de trabalho dos motoristas nos dias úteis entre 6h e 9h e entre 17h e 20h;

– diminuição de 50% nas escalas de trabalho dos motoristas no restante dos horários nos dias úteis, valendo também para finais de semana e feriados municipais, estaduais e nacionais;

– ônibus deverão circular com janelas abertas e com a lotação máxima de pessoas sentadas; motorista está dispensado de parar nos pontos enquanto o veículo estiver lotado (ou recusar iniciar a operação quando houver pessoas em pé);

– a entrada de passageiros deverá ser permitida pela porta traseira (para evitar aglomeração);

– proibição de pagamento em dinheiro; passageiros terão de utilizar cartões magnéticos;

– motoristas terão que fazer intervalos de pelo menos 15 minutos para a higiene pessoal; se possível, deverão trocar de uniforme;

– afastamento do trabalho, sem prejuízo da remuneração e benefícios, dos motoristas que fazem parte do grupo de risco (pessoas acima de 60 anos, gestantes e portadores de doenças crônicas).

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta