Prefeitura de Marília suspende transporte por 15 dias

Ônibus em Marília - restrições são maiores após decreto municipal. Foto: Divulgação

Como parte das medidas após decreto de calamidade pública, cidade do interior paulista promove por 15 dias restrições mais firmes, especialmente no transporte

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Marília, em São Paulo, por meio do seu prefeito, Daniel Alonso, decretou Estado de Calamidade Pública nesta sexta-feira, 20 de março de 2020. Como resultado, uma série de medidas passam a vigorar a partir deste sábado, 21 de março, e entre elas a suspensão do transporte na cidade.

O Decreto nº 12.976, em seus artigos no campo do transporte, interrompe as atividades por 15 dias corridos a partir de hoje:

* transporte coletivo urbano;
* Terminal Rodoviário Urbano;
* Terminal Rodoviário Intermunicipal;
* Aeroporto;
* Transporte pago por meio de motocicletas (moto táxis).

O transporte para pacientes e profissionais da saúde será mantido por meio da prefeitura e também o transporte de passageiros por taxistas e motoristas de carros por aplicativo, mas promovendo a cada final de viagem, a higienização do veículo.

decreto marilia_01decreto marilia_02decreto marilia_03


Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta