São Bernardo do Campo detalha plano de transporte público para funcionários de serviços essenciais

Profissionais vão pagar a passagem normalmente. Foto: Adamo Bazani.

Ônibus municipais vão parar a partir de 29 de março

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, detalhou nesta sexta-feira, 20 de março de 2020, o plano de transporte público para funcionários de serviços essenciais da cidade. O esquema entrará em vigor a partir do dia 29, quando os ônibus municipais vão parar de circular.

Conforme informado por meio de nota, o transporte específico será ofertado pela Prefeitura a profissionais de laboratórios, clínicas de medicina diagnóstica, lares para idosos, entidades assistenciais, profissionais da saúde pública e privada, em geral.

A decisão foi tomada pelo prefeito Orlando Morando com representantes destas categorias. Após três reuniões, foi acordado que responsáveis destes setores deverão encaminhar à Prefeitura, até meio-dia de segunda-feira, 23, uma relação com nome, endereço e horário de trabalho de todos os funcionários que dependem do transporte público para ter acesso ao emprego.

As informações serão usadas pela equipe da ETC (Empresa de Transporte Coletivo) da cidade para definir as rotas e paradas dos ônibus, que terão identificação visual diferenciada.

A Prefeitura reforço ainda, por meio de nota, que estes veículos atenderão também os profissionais terceirizados, desde que apresentem crachá dos laboratórios e clínicas de diagnóstico.

Os pontos de embarque e desembarque ficarão, no máximo, a um quilômetro de distância da residência e local de trabalho dos colaboradores. A cobrança pelo serviço será feita tanto com o Cartão Legal quanto com dinheiro, com valor vigente de R$ 4,75.

“Estamos organizando um serviço similar ao fretado, com pontos exclusivos de embarque e desembarque, e teremos o apoio da GCM para garantir a segurança destes trabalhadores e evitar tumultos. O ideal, inclusive, é que só tenhamos passageiros sentados, sem aglomeração”, disse, em nota, o prefeito Orlando Morando.

ÔNIBUS VÃO PARAR

Todos os ônibus municipais das sete cidades do ABC Paulista vão parar a partir do dia 29 de março de 2020 por tempo indeterminado.

A decisão foi comunicada na manhã de quarta-feira, 18 de março de 2020, pelo Consórcio Intermunicipal do ABC, que reúne os prefeitos de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

A redução gradativa da frota já teve início na quarta-feira, 18 de março de 2020 em alguns municípios.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/03/18/coronavirus-transporte-coletivo-no-abc-vai-parar-totalmente-a-partir-de-29-de-marco/

A medida não vale, porém, aos coletivos da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e para a Linha 10 – Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

A decisão dos prefeitos foi ratificada durante videoconferência com representantes do Governo do Estado nesta quinta-feira, 19.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/03/19/mesmo-com-apelo-do-governo-do-estado-prefeitos-do-abc-mantem-paralisacao-total-dos-onibus-municipais-a-partir-de-29-de-marco/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Maria disse:

    Trabalho cuidando de duas senhoras como faço para chegar ao trabalho sem ônibus???

  2. BRUNA MELO FARO MEDINA disse:

    Sou dona de padaria e tenho autorização para continuar funcionando… Como meus funcionários farão para trabalhar? Mesmo q eu vá buscá-los, não posso colocar muitos dentro do mesmo carro!

Deixe uma resposta