Coronavírus: Redução de demanda é de 45% Metrô, 40% na EMTU e 35% na CPTM, diz Doria

Publicado em: 20 de março de 2020

Programas de higienização continuam

ADAMO BAZANI

O Governador de São Paulo João Doria, em entrevista coletiva no início da tarde desta da tarde desta sexta-feira, 20 de março de 2020, disse que por causa das medidas de restritivas de circulação, a demanda caiu nos transportes metropolitanos: 45% no Metrô, 40% na EMTU e 35% na CPTM

Doria também anunciou medidas para combater ao avanço do coronavírus:

– Reconhecimento de Estado de Calamidade Pública no Estado de São Paulo a partir de sábado, 21 de março de 2020, para facilitar ações emergenciais e contratações.

– Suspensão das atividades de serviços públicos não essenciais de 23 de março a 30 de abril, como zoológicos, zoo-safaris, 132 unidades de parques de conservação; Complexos Ibirapuera, Poupatempo, Detran (atendimento on line é mantido).

– Encerramento de cursos presenciais do Via Rápida e dos escritórios de desenvolvimento Regional

– A partir da segunda-feira, 23, álcool em gel vendido a preço de custo em mercados e redes de farmácia. Serão limitados a dois frascos por pessoa.

– Oficinas de manutenção particular podem funcionar, inclusive para atender viaturas, mas venda de automóvel está proibida.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Antonia Maria Almeida Dos Santos disse:

    E a miracatiba sabe o que é limpeza e higienização? Os ônibus da linha 510(Vazame Embu das Artes /Pinheiros SP) são imundos e feridos.

Deixe uma resposta