Coronavírus: redução de frota de ônibus já está em vigor em Mauá

A partir de segunda-feira, 23, a redução será de 20% da frota. Foto: Adamo Bazani.

Nesta quinta-feira, 16% dos veículos foram retirados de operação

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Mauá, no ABC Paulista, informou por meio de nota ao Diário do Transporte que a redução da frota do transporte coletivo teve início nesta quinta-feira, 19 de março de 2020. A diminuição será feita de forma gradativa.

Isso ocorre porque, como ação preventiva ao coronavírus, todos os ônibus municipais das sete cidades do ABC Paulista vão parar a partir do dia 29 de março de 2020 por tempo indeterminado.

Relembre: Coronavírus: Transporte coletivo no ABC vai parar totalmente a partir de 29 de março

“Informamos que Mauá possui 48 linhas de ônibus e redução gradativa inicia a partir desta quinta-feira (19), reduzindo 16% da oferta”, informou a Prefeitura, em nota.

A Prefeitura informou ainda que técnicos foram reunidos para traçar os planos de atuação frente à redução gradativa da frota.

“Garantimos que serviços essenciais de transporte aos agentes de saúde e serviços fundamentais estarão garantidos, assim como de pacientes que realizam tratamentos médicos. Informaremos em tempo, as medidas para fiscalização e coibição do transporte clandestino”, informou também a administração municipal.

O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, afirmou que a partir de segunda-feira, 23, a redução será de 20%, chegando a 30% na quarta, 25, e total a partir do dia 29.

DORIA CRITICA MEDIDA, MAS PREFEITOS MANTÉM DECISÃO

O governador de São Paulo, João Doria, criticou a medida anunciada pelo Consórcio Intermunicipal ABC que decidiu reduzir gradativamente a frota de ônibus municipais das sete cidades da região até suspender completamente as operações a partir de 29 de março.

Em entrevista coletiva no início da tarde desta quinta-feira, 19 de março de 2020, o governador chamou a decisão de precipitada e quer que os prefeitos do ABC mudem de ideia, não parando os ônibus municipais.

Relembre: Doria quer reverter decisão de prefeitos do ABC de suspender todos os ônibus municipais a partir de 29 de março

Os prefeitos da região do ABC Paulista decidiram manter a decisão de paralisar todos os ônibus municipais das sete cidades a partir de 29 de março de 2020, mesmo com o apelo contrário do Governo do Estado.

Relembre: Mesmo com apelo do Governo do Estado, prefeitos do ABC mantêm paralisação total dos ônibus municipais a partir de 29 de março

ABC PAULISTA

As prefeituras do ABC Paulista divulgaram ao Diário do Transporte os detalhes sobre a redução gradativa de frota de ônibus até que haja a suspensão total no dia 29 de março de 2020.

Relembre: Prefeituras do ABC Paulista divulgam detalhes sobre redução gradativa de frota de ônibus até suspensão total no dia 29

A decisão foi comunicada na manhã desta quarta-feira, 18 de março de 2020, pelo Consórcio Intermunicipal do ABC, que reúne os prefeitos de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Leia mais: Coronavírus: Transporte coletivo no ABC vai parar totalmente a partir de 29 de março

TREM, ÔNIBUS INTERMUNICIPAIS E TRÓLEBUS

A STM – Secretaria de Estados dos Transportes Metropolitanos manterá em operação no ABC Paulista a frota dos trens da linha 10-Turquesa (Brás/Rio Grande da Serra), da Metra no Corredor ABD (São Mateus/Jabaquara e Diadema/Brooklin) e dos ônibus do sistema EMTU que circulam na região mesmo com a decisão do Consórcio Intermunicipal do ABC que anunciou a paralisação total dos ônibus municipais no dia 29 de março de 2020 e a redução gradativa da frota ente esta quarta-feira, 18 de março e o dia 28 de março.

Leia mais: STM manterá frota da Linha 10 da CPTM, da Metra e dos ônibus da EMTU mesmo com decisão dos prefeitos do ABC em paralisar linhas municipais

FROTA REGIONAL

Juntas, as sete cidades do ABC (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) têm 2,8 milhões de moradores, dos quais 1,1 milhão usa os transportes públicos. São em torno de 1,3 mil ônibus municipais. As cidades com maior frota são São Bernardo do Campo, com 424 ônibus e Santo André, com 404 ônibus.

AS EMPRESAS DE ÔNIBUS MUNICIPAIS SÃO:

Santo André: Suzantur, Viação Guaianazes, Viação Curuçá, TCPN – Transportes Coletivos Parque das Nações, ETURSA – Empresa de Transporte Urbano Rodoviário de Santo André, EUSA  – Empresa Urbana Santo André, Viação Vaz.

São Bernardo do Campo: SBC Trans

São Caetano do Sul: Vipe- Viação Padre Eustáquio

Diadema: MobiBrasil Diadema, Benfica

Mauá: Suzantur

Ribeirão Pires: RIGRAS

Rio Grande da Serra: Viação Talismã

TRANSPORTES TRONCAIS:

Corredor Metropolitano ABD (São Mateus/Jabaquara e Diadema/Brooklin): Metra

Linha 10 – Turquesa: CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos

EMPRESAS DE ÔNIBUS DO SISTEMA EMTU:

Viação ABC, EAOSA, Expresso SBC, Imigrantes, Mobibrasil, Parque das Nações, Publix, Riacho Grande, Ribeirão Pires, Rigras, São Camilo, Trans-Bus, Triângulo, Tucuruvi, Urbana e Vipe.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Sérgio disse:

    Um absurdo aqui tem trabalhados com família para sustentar , diminuir até que tem lógica mas paralisação total , não é justo temos direitos de ir e vir , é. Só cada um fazer. Sua parte.

  2. Luana disse:

    Indignada as ruas lotadas de gente praças lotada de idosos parece que Mauá está normal sem pandemia gente precisam ver isto uma falta de respeito se tem q ficar em casa então fiquem.

  3. Lais disse:

    EU quero saber como os trabalhadores das farmacias, postos de gasolina, postos de saude, supermercados e demais serviços essenciais vao fazer, SEM ONIBUS, para irem trabalhar ????? Podem bater na casa desses prefeitos demagogos q ele vai leva los com seu automovel ????

Deixe uma resposta