Coronavírus: Operadores de metrôs e trens do Brasil registram queda de 43% no número de passageiros

Os dados foram divulgados pela ANPTrilhos. Foto: Divulgação.

Apesar da redução da demanda, ANPTrilhos informa que sistemas estão mantendo oferta para atender a população

JESSICA MARQUES

Devido à pandemia de coronavírus, os operadores de metrôs e trens do Brasil registraram uma redução média de 43% no número de passageiros transportados até quarta-feira, 18 de março de 2020.

Os dados foram divulgados pela ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros Sobre Trilhos). Segundo a entidade, apesar da queda na demanda, os operadores estão mantendo a oferta para atender a população.

Alguns operadores já registram queda de 60% na demanda. Mesmo assim, os sistemas de todo o País mantêm os mesmos níveis operacionais de antes da pandemia do Coronavírus, buscando manter a oferta e a regularidade de trens para atender à população”, informou a ANPTrilhos, em nota.

“Essa ação dos operadores brasileiros surge como mais uma das medidas preventivas visando aumentar o espaçamento entre os passageiros que precisam se deslocar no transporte público”, complementou.

A associação informou ainda que os operadores metroferroviários redobraram os cuidados com a limpeza das estações e trens, principalmente nos locais de maior contato com a população, como bilheterias e corrimãos, para evitar a contaminação dentro dos sistemas.

“Reforçamos que a crise instalada em função do Coronavírus só vai passar com a colaboração de todos e, por isso, os operadores estão reforçando suas campanhas de comunicação pedindo que a população siga as orientações de prevenção apresentadas pelo Ministério da Saúde e pelas Secretarias Estaduais e Municipais de saúde.”

ÔNIBUS

O transporte público urbano brasileiro pode perder mais de 50% dos passageiros devido à pandemia do coronavírus. Caso a situação se agrave, a tendência é que mais pessoas fiquem em casa até que a disseminação do vírus seja controlada.

A projeção foi divulgada nesta quarta-feira, 18 de março de 2020, pela NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos). Segundo a entidade, nos últimos dias houve redução de aproximadamente 30% da demanda de passageiros de transporte público coletivo urbano por ônibus.

Relembre: Coronavírus: Transporte público urbano pode perder mais de 50% dos passageiros no Brasil

Além disso, a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), preocupada com o agravamento dos casos de coronavírus no país, divulgou comunicado à imprensa especializada sobre medidas que as empresas de ônibus rodoviário interestadual estão adotando para se adequar à nova realidade.

Segundo a nota da Associação, até o momento houve redução de aproximadamente 30% no número de passageiros transportados.

Relembre: Coronavírus: ABRATI estima perda de 30% de passageiros

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta