Coronavírus: Frota de transporte coletivo em Campina Grande (PB) é reduzida em 20%

Foto: Prefeitura de Campina Grande (PB)

Prefeitura realiza nesta quinta, 19, uma ação de higienização no Terminal de Integração da cidade

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Campina Grande, município da Paraíba com mais de 400 mil habitantes, reduziu a frota de transporte coletivo em 20% devido à pandemia do novo coronavírus e à suspensão das aulas nas instituições de ensino da cidade.

A medida passou a valer desde esta quarta-feira,18 de março de 2020, conforme determinação da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) às empresas dos consórcios Santa Maria e Santa Verônica.

A determinação atende ao determinado no Decreto Municipal 4.463/202.

A partir desta quinta-feira, 19, a STTP iniciou em todo o Terminal de Integração de Campina Grande um mutirão de trabalho para a higienização de toda a frota de ônibus que passar pelo local, a cada hora.

O mutirão tem a participação de servidores e colaboradores da gerência de transportes.

Ainda conforme o Decreto Municipal e respectiva ordem de serviço da STTP, e em virtude da necessidade de ajuste da operação, as empresas estão obrigadas a cumprir as seguintes medidas:

 01 – Todos os ônibus devem ser higienizados, a cada viagem, sobretudo nos locais de maior contato dos usuários (barras de apoio, roleta, etc);

02 – Os alçapões dos ônibus deverão permanecer abertos, ampliando assim a circulação de ar;

03 – Recomenda-se que os pagamentos sejam realizados preferencialmente por cartão, evitando-se ao máximo o uso de dinheiro;

04 – A medida que os serviços públicos forem reduzindo, como aulas e funcionamento de repartições públicas a oferta de transporte público será redimensionada para desincentivo dos deslocamentos urbanos.

05 – As empresas de transporte deverão treinar seus funcionários com relação à limpeza dos veículos e ao relacionamento com clientes evitando o contato físico entre passageiros e motoristas e/ou cobradores.

06 – Se possível, os trabalhadores com mais de 65 anos devem ser retirados das escalas de trabalho de operação de veículos realocando em trabalhos administrativos preservando-os do contato direto ao público.

07 – As empresas de transporte urbano deverão fixar informativos nas garagens e nos ônibus acerca de medidas a serem adotadas pelos trabalhadores e usuários visando sua proteção individual.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta