Coronavírus: Diadema e Mauá mantêm cobrança de Zona Azul

Decisão pode mudar nos próximos dias, segundo as Prefeituras. Foto: Thiago Benedetti/Divulgação PMD.

Outros quatro municípios do ABC Paulista decidiram liberar estacionamento rotativo

JESSICA MARQUES

Mesmo com a proliferação do coronavírus, as prefeituras de Mauá e Diadema, no ABC Paulista, estão mantendo a cobrança de Zona Azul. Até esta quinta-feira, 19 de março de 2020, o pagamento do estacionamento rotativo continua sendo obrigatório.

A medida vai contra o posicionamento de quatro municípios do ABC Paulista, que decidiram liberar estacionamento rotativo. As demais cidades isentaram o pagamento para evitar aglomeração no transporte coletivo.

Em nota, a Prefeitura de Diadema informou que “por enquanto, o rotativo está mantido. Diariamente são feitas novas análises de todos os cenários”.

Por sua vez, o Executivo de Mauá limitou-se a informar que “o governo apresentará novas medidas em decreto auxiliar”, sem confirmar se haverá ou não isenção de Zona Azul.

ISENÇÕES

A cobrança não está sendo aplicada em Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Ribeirão Pires.

O prefeito de Santo André, no ABC Paulista, Paulo Serra, anunciou na noite desta terça-feira, 17 de março de 2020, a liberação do estacionamento rotativo na cidade por 30 dias.

A medida entra em vigor a partir desta quarta-feira, 18. Desta data em diante, a Zona Azul da cidade não precisará ser paga pelos motoristas que estacionarem os veículos nas vagas das ruas.

Relembre: Coronavírus: Santo André anuncia liberação do estacionamento rotativo por 30 dias

As prefeituras de São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul, no ABC Paulista, anunciaram nesta quarta-feira, 18 de março de 2020, que a partir desta quinta, 19, fica suspensa a cobrança de Zona Azul nos municípios.

Desta forma, os motoristas não vão precisar pagar para estacionar nas ruas das cidades. Não foi divulgado um prazo para que a medida seja encerrada.

No caso de São Bernardo do Campo, o estacionamento rotativo é totalmente digital. O pagamento normalmente é feito por meio do aplicativo Estapar Vaga Inteligente, mas não será necessário até que a Prefeitura determine o fim da isenção de cobrança.

O município de Ribeirão Pires, também no ABC, anunciou a mesma medida. Neste caso, a Zona Azul será suspensa a partir de sexta-feira, 20, pois quinta é feriado municipal e já não haveria cobrança normalmente.

Leia mais: São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Ribeirão Pires suspendem cobrança de Zona Azul

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta