Corona vírus: STM explica regras para afastamento de funcionários no setor dos transportes público em São Paulo

Transferência da linha 10 da CPTM para a linha 2 do Metrô na estação Tamanduateí. Idosos devem evitar exposção a aglomerações.

Por se encaixarem na categoria de serviços essenciais, afastamento é para funcionários com 70 anos ou mais

WILLIAN MOREIRA

A Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) esclareceu ao Diário do Transporte a forma de afastamento de funcionários idosos da EMTU, CPTM ou Metrô.

Diferentemente do decreto n° 64.864 de 16/03/2020, que define que pessoas acima de 60 anos devem ser afastadas das atividades por 30 dias, nestas companhias o afastamento será para funcionários a partir dos 70 anos de idade.

A justificativa da STM é que o servilo de transporte necessita de funcionamento ininterrupto, e por essa razão as regras são diferentes de setores que podem ser parados ou sofrer maior desfalque, como áreas administrativas.

A distribuição de álcool em gel e luvas para funcionários se mantém, as luvas no caso são destinadas aos que prestam atendimento como primeiros socorros e das bilheterias que acabam mexendo com dinheiro, ainda de acordo com a pasta.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta