Motoristas de ônibus de São Paulo começam a passar mensagens sobre o coronavírus e viações dizem intensificar limpeza

Em algumas garagens, como da Transppass, limpeza profunda é feita com roupas especiais

Ações são previstas em todas as linhas

ADAMO BAZANI

Colaborou Willian Moreira

Os motoristas de ônibus da capital paulista estão recebendo das empresas e da gerenciadora SPTrans – São Paulo Transporte uma espécie de manual com orientações sobre o coronavírus para passarem aos passageiros.

A mensagem deve ser lida sempre ao início de cada viagem.

A medida está sendo implantada e, segundo as viações, teve anuência do sindicato dos trabalhadores.

O texto é o seguinte:

O QUE DIZER AOS PASSAGEIROS  ANTES DE INICIAR CADA VIAGEM:

Bom dia/Boa Tarde/Boa Noite, meu nome é: _______

Vamos começar nossa viagem com algumas recomendações para evitar o contágio por coronavírus.

* Quando tossir ou espirrar, não cubra com a mão, use a parte interna do braço.

* Utilize lenços descartáveis e, após o uso, jogue o lenço no lixo.

* Ao final de cada viagem, procure lavar as mãos com água e sabão ou higienize com álcool em gel.

IDOSOS

Pedimos que, se possível, utilizem o ônibus fora do horário de pico, das 10 às 15 horas.

CARROS SEM AR CONDICIONADO

Vamos manter as janelas abertas para circular o ar.

CARROS COM AR CONDICIONADO

A empresa está reforçando a limpeza do filtro do ar condicionado para colaborar com a proteção de todos.

Boa viagem!

No vídeo, este motorista da Viação Santa Brígida, que opera a zona noroeste já dá as informações aos passageiros.

As viações dizem também que começaram a intensificar a limpeza e higienização dos ônibus nas garagens.

Em algumas delas, como na Transppass, da zona sudoeste, os profissionais de limpeza estão fazendo um trabalho de desinfecção mais profundo com roupas especiais.

As medidas fazem parte do decreto de situação de emergência assinado pelo prefeito Bruno Covas e dos acordos do Grupo de Trabalho entre empresas de ônibus e prefeitura.

O decreto prevê ainda álcool em gel nos ônibus e terminais, espaços nos terminais para agentes de saúde orientar os passageiros, cuidados com a limpeza de pega-mão e ar-condicionado dos ônibus e determina higienização periódica ao longo do dia de carros de aplicativo e táxis.

Art. 14. A Secretaria Municipal de Transportes deverá tomar as medidas necessárias para:

I – fixação de informativos nas garagens e pontos de ônibus acerca das medidas a serem adotadas pelos trabalhadores e usuários visando sua proteção individual;

II – adequação da frota de ônibus em relação a demanda;

III – divulgação de mensagens sonoras de prevenção nos terminais;

IV – disponibilização de espaço nos terminais para que agentes de saúde possam oferecer informações aos usuários;

V – limpeza e higienização total dos ônibus, em especial nos pontos de contato com as mãos dos usuários, e também do ar condicionado;

VI – disponibilização de álcool em gel aos usuários e trabalhadores, nas áreas dos terminais e entrada e saída dos veículos;

VII – orientação para que os motoristas e cobradores higienizem as mãos a cada viagem;

VIII – higienização dos veículos de transporte individual de passageiro, periodicamente durante o dia;

IX – suspensão do rodízio municipal de veículos

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Estou muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito feliz.

    Eu vivi para assistir um vídeo de uma limpeza de verdade num buzão.

    Sabadão vou até dar um rolê para conferir se limparam todos ou só esse do vídeo.

    Quero ainda ver é a Sambaiba limpar o buzão.

    Att,

    Paulo Gil

  2. RodrigoZika disse:

    E as lotações a ver navios…

  3. Cesar Carlos Rafael disse:

    Não fazem nada para proteger os operadores, pelo contrário, colocam os mais expostos ainda e jogam uma responsabilidade a mais nas nossas costas a de dar orientações ao usuários que na maioria das vezes nunca dá atenção para o que o motorista ou cobrador falam e ainda debocham.

Deixe uma resposta