Ônibus de Santo André operaram com redução de frota por causa do coronavírus. Normalização só ocorreu depois das 11h

Apesar das mudanças, não foi divulgada aos passageiros a tabela de horários praticada nesta segunda-feira. Foto: Adamo Bazani.

Segundo a Prefeitura, motoristas com 60 anos ou mais não foram trabalhar nesta segunda-feira; passageiros foram informados que grade horária é a mesma de sábado

JESSICA MARQUES

Os ônibus de Santo André, no ABC Paulista, operaram com redução de frota na manhã desta segunda-feira, 16 de março de 2020. Segundo informações da Prefeitura, a medida foi tomada porque os motoristas com 60 anos ou mais não foram trabalhar, em prevenção ao coronavírus.

Os passageiros, porém, foram informados sobre a mudança na grade de horários pelos motoristas do sistema, que afirmaram que a operação é a mesma que ocorre aos sábados.

Por telefone, a SATrans, empresa que gerencia o transporte público municipal, também orienta os passageiros que a grade é a mesma de sábado, ou seja, com menos veículos operando.

Apesar das mudanças, não foi divulgada aos passageiros a tabela de horários praticada nesta segunda-feira. A orientação é que baixem o aplicativo Santo André Mob para verificar o momento de chegada dos coletivos nos pontos.

Em nota, a prefeitura de Santo André diz que não determinou a tabela diferenciada como de sábado, mas informou que a redução de oferta de transportes ocorreu por causa da ausência de motoristas com 60 anos ou mais.

Confira a nota, na íntegra:

A Prefeitura de Santo André, por meio da SATrans, esclarece que não determinou a redução de viagens do sistema de ônibus municipais. A deficiência observada na manhã desta segunda-feira (16) foi devido à ausência de motoristas com mais de 60 anos de idade em algumas linhas.

A SATrans está monitorando a operação dos ônibus e tomará as medidas necessárias para o ajuste das viagens.

Em uma transmissão em redes sociais na noite ainda segunda-feira, Paulo Serra admitiu que na parte da manhã houve sim a redução de frota e de viagens de ônibus, mas disse que não se tratou de uma determinação da prefeitura.

Como já havia informado o Diário do Transporte, pela manhã, a gerenciadora de ônibus da cidade, SATrans, chegou  a informar aos passageiros que eram praticados horários de sábado.

Em seguida, por meio de nota, a prefeitura informou que a redução de frota ocorreu porque as empresas de ônibus não colocaram para trabalhar motoristas com 60 anos ou mais.

À noite, o prefeito Paulo Serra afirmou em transmissão ao vivo que a frota foi normalizada por volta das 11h.

Ouça:

Segundo a assessoria de imprensa do prefeito, os motoristas foram repostos.

OUTROS SERVIÇOS

Apesar de ainda não ter se pronunciado oficialmente sobre transportes, a Prefeitura de Santo André divulgou no fim de semana uma lista de alterações em serviços públicos, como medidas de prevenção ao coronavírus.

Confira:

A Prefeitura de Santo André informa que, seguindo orientação do Ministério da Saúde em relação ao novo coronavírus, suspenderá gradativamente as aulas na rede municipal de ensino a partir da próxima segunda-feira (16).

A presença dos alunos será facultativa e faltas dos estudantes serão justificadas. As aulas serão efetivamente suspensas entre os dias 23 de março e 5 de abril em todas as Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental), Cesas (Centros Educacionais de Santo André) e creches.

Entre os dias 16 de março e 5 de abril haverá suspensão das aulas de cursos profissionalizantes da Escola de Ouro Andreense, escolas livres da cultura e demais cursos oferecidos pela Prefeitura, como os do Parque Escola, Caem (Centro de Atendimento Educacional Multidisciplinar), Nanasa (Núcleo de Natação Adaptada de Santo André) e as atividades oferecidas pelo Cesas.

Todas as atividades culturais, esportivas, comerciais, artísticas e os serviços de equipamentos como o Museu de Santo André, Casa da Palavra, bibliotecas, Ludoteca, Sabina e Crisa (Centro de Referência do Idoso de Santo André) também serão suspensas pelo mesmo período.

Os servidores públicos com mais de 60 anos, gestantes e portadores de doenças imunossupressoras poderão ficar em casa, sem prejuízos aos salários.

Com o objetivo de fortalecer a rede de atendimento, a Prefeitura de Santo André suspendeu as férias dos servidores da saúde.

A ampliação do atendimento nos equipamentos de saúde faz parte do plano de contingência da Prefeitura. A cidade conta com nove equipamentos que funcionam 24 horas (UPA Bangu, UPA Perimetral, UPA Central, UPA Sacadura Cabral, UPA Jardim Santo André, Pronto Atendimento Vila Luzita, Pronto Atendimento Paranapiacaba, Centro Hospitalar Municipal e Hospital da Mulher). Caso haja necessidade, haverá ampliação do horário de atendimento em outras unidades.

As Unidades de Saúde e Policlínicas de Santo André funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Seis equipamentos ficam abertos das 7h às 21h: Unidades de Saúde da Família Valparaíso, Parque Miami, Vila Linda, Jardim Carla, Jardim Santo André e Recreio da Borda do Campo.

A Prefeitura vai recomendar aos buffets, cinemas, casas de shows e clubes que suspendam provisoriamente eventos e sessões, para evitar aglomerações.

Também recomendaremos às igrejas, templos, entidades religiosas e instituições que reúnem grande público que suspendam temporariamente as reuniões com alta concentração de pessoas.

Além disso, acontecerão campanhas educativas nos parques, com distribuição de materiais informativos.

PREVENÇÃO

Como mostrou o Diário do Transporte, diversas empresas de ônibus em todo o país já adotaram medidas para evitar uma propagação maior do coronavírus.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/03/12/coronavirus-altera-rotina-de-empresas-de-onibus/

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e o Metrô de São Paulo anunciaram medidas como trabalho em casa (home office) para funcionários com 70 anos ou mais, luvas para empregados que atuam nas bilheterias, reforço na higiene de trens e estações, suspensão de treinamentos presenciais e uso de call center para reuniões evitando encontros presenciais.

A SMT – Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, SPTrans e as empresas de ônibus de São Paulo criaram um grupo permanente de trabalho para tomar medidas com o objetivo de diminuir a proliferação do coronavírus por meio dos transportes.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/03/15/prefeitura-e-empresas-de-onibus-de-sao-paulo-criam-grupo-de-trabalho-contra-coronavirus/

A UITP – União Internacional de Transportes Públicos lançou um guia com orientações de prevenção ao coronavírus, como mostrou em primeira mão em português, o Diário do Transporte:

https://diariodotransporte.com.br/2020/03/03/uitp-lanca-guia-com-orientacoes-de-prevencao-ao-coronavirus-no-transporte-publico/

d3ba0253-ed81-42f0-b59d-59ac36065f85

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Carlos Eduardo de Souza disse:

    Que medida mais absurda. Os ônibus vão andar lotados do mesmo jeito. Até pior. Por que não colocam pessoal para limpar os veículos a noite?

  2. Eduardo disse:

    Qual é a lógica em reduzir os ônibus? Maior número de pessoas dentro para o vírus se propagar? cada coisa…

  3. Leonardo disse:

    Em vez de reduzir o número de ônibus devia aumentar para reduzir o número de contágio.

  4. Silas Martins de Souza disse:

    É cada ideia viu , adianta muito reduzir o número de viagem e os ônibus andarem mais cheios do que antes , é cada uma que parece duas!

  5. Hugo Leonardo Rodrigues Salmino disse:

    Descaso com a população que necessita do transporte público para se locomover.
    Ônibus estão lotados.

  6. Edílson de Souza disse:

    Trabalhador não precisa de transporte pede pra deixar as crianças em casa cm os pais chega mais cedo pra cuida das crianças se não tem transporte pra chegar em casa trabalhador que paga seus impostos não tem esse direito Sr prefeito

  7. Iraci disse:

    Temos dois acéfalos: um na presidência do outro no comando de Santo André 😡

  8. Joana Paula de Souza disse:

    Se antes de operarem com frota reduzida aguardava 40 min , hoje vou esperar 3 horas !

    Transporte público de Santo André é uma piada…

  9. Débora Cristina de Oliveira Oliveira disse:

    Acredito que seria mais válido aumentar as frotas de ônibus e substituir os motoristas que estão em grupo de risco

  10. Wagner Novais Latarullo disse:

    Até parece q precisa de corona vírus pra esses ônibus não trabalharem direito é TD bagunçado, não cumpre um horário certo

  11. Bruno disse:

    Isso aí já é safadeza, pq menos ônibus é maior lotação, logo mais chance de propagação

  12. Júlio disse:

    O que tem a ver reduzir a frota?
    Ahhhhh vai pra * que pariu, né?
    Ta pensando que a gente é trouxa!
    Grande reduzir. “Uauuuu, como nao pensaram nisso antes? Bóra reduzir pro povo nao ficar doenteeee!”
    Cada besteira que sai da cabeça desse gente! Incompetentes!

  13. Denise disse:

    Foi muito bom reduzir a frota, uma que os motoristas a cima de 60 anos não precisam trabalhar…
    O MAIS IMPORTANTE É PARA OS VELHOS PARAREM EM CASA!!!! SÃO ALVOS ASSIM COMO OS MOTORISTAS… SE A VELHARADA PARAR EM CASA UM POUCO OS ÔNIBUS IRÃO FICAR VASIOS… ÊTA POVO VELHO QUE ADORA UM BUSÃO!!!
    SE PRECISA DE ALGUMA COISA PEÇA PARA OS FILHOS QUE TEM OBRIGAÇÃO DE CUIDAR DOS MESMOS… FÁCIL ASSIM

  14. Rafael disse:

    Que medida de IDIOTA foi essa… A população que sempre paga o pato… Já que reduziu número de ônibus poderia reduzir a passagem…mas não né… Tomam medidas e enfiam guela abaixo da população……. Meia hora esperando um T15 na estação com milhares de pessoas indo e vindo… Medida só ajudou para aglomerar mais pessoas… Isso é muita incompetência…

  15. Katia Mattos disse:

    O q já não era bom vai ficar pior, pois a aglomeração de absurda passa a ser desumana, ainda mais na situação atual. Estão querendo acelerar a transmissão do virus? E isso? Idéia descabida!

  16. Mauricio disse:

    Mauricio

    Isso sim é uma atitude inteligente o que a viação de Cubatão e São Bernardo fez. A viação de Santo André devia tomar como exemplo e não fazer o que fez.

    Ex: Ônibus de Cubatão circulam com dispensadores de álcool em gel.

    Coronavírus: São Bernardo do Campo amplia frota de ônibus em horários de pico

  17. Auricelia Fernandes de melo disse:

    Já é complicado esses ônibus de santo André,com frota reduzida piorou,ônibus lotados,tá muito mais demorado,tem linha aí com 2carros,tá complicado e muito pra quem não teve o rico previlegio de estar em casa devido pandemia.

Deixe uma resposta para Joana Paula de Souza Cancelar resposta