Expresso Turístico da CPTM dará meia tarifa para idosos a partir de 60 anos

Publicado em: 22 de fevereiro de 2020
Expresso Turístico CPTM

Embaque do Expresso Turístico na Estação da Luz

Resolução foi publicada neste sábado, 22, e já está em vigor

ADAMO BAZANI

Idosos com idade a partir de 60 anos podem ter direito à meia tarifa no Expresso Turístico da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

A resolução 33/2020 da STM – Secretaria dos Transportes Metropolitanos foi publicada neste sábado, 22 de fevereiro de 2020 e já está em vigor.

O Expresso Turístico da CPTM foi inaugurado em 18 de abril de 2009 e é formado por uma locomotiva a diesel, da CPTM, modelo Alco RS-3 de 1952, que conduz dois carros de passageiros, de aço inoxidável, Budd – Mafersa fabricados no Brasil nos anos de 1960.

Os trajetos e tarifas variam. Os valores são para ida e volta

– Para Paranapiacaba (com embarque na Estação da Luz)

1 passageiro – R$ 50,00

1 passageiro e 1 acompanhante – R$ 82,00

1 passageiro e 2 acompanhantes – R$ 115,00

1 passageiro e 3 acompanhantes – R$ 148,00

– Para Paranapiacaba (com embarque na Estação Santo André/Prefeito Celso Daniel)

1 passageiro- R$ 44,00

1 passageiro e 1 acompanhante – R$ 77,00

1 passageiro e 2 acompanhantes – R$ 110,00

1 passageiro e 3 acompanhantes – R$ 143,00

– Para Mogi das Cruzes (com embarque na Estação da Luz)

1 passageiro – R$ 50,00

1 passageiro e 1 acompanhante – R$ 82,00

1 passageiro e 2 acompanhantes – R$ 115,00

1 passageiro e 3 acompanhantes – R$ 148,00

– Para Jundiaí (com embarque na Estação da Luz)

1 passageiro – R$ 50,00

1 passageiro e 1 acompanhante – R$ 82,00

1 passageiro e 2 acompanhantes – R$ 115,00

1 passageiro e 3 acompanhantes – R$ 148,00

Em todos os trajetos, se o passageiro quiser levar bicicleta, terá de pagar taxa extra:

1 bicicleta (ida e volta) – R$ 7,00

2 bicicletas (ida e volta) – R$ 12,00

3 bicicletas (ida e volta – R$ 17,00

4 bicicletas (ida e volta)​ – R$ 23,00

A composição foi cedida pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária – ABPF e os carros (vagões) foram totalmente restaurados nas oficinas da CPTM.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Hoje vim de Jundiaí até a Luz.

    Mas tenho uma reclamação e sugestão a fazer à CPTM.

    A CPTM tem de disponibilizar uma área de desembarque na estação Jundiaí.

    Próximo a estação ficam os taxis, do outro lado ficam carro estacionados só sobrando o meio com o chão zebrado, sem contar uns cones.

    Bom CPTM, precisa organizar essa bagunça, bem como colocar placas na cidade de Jundiaí indicando como se chegar.

    E hoje a operação estava devagar não havendo um sincronismo perfeito, demorou para entrar na estação da luz e o trem de morato também de esperar para seguir.

    Sem contar o monte de trem que eu vi apodrecendo no páteo da Lapa.

    Att.

    Paulo Gil

  2. CARLOS DE BIANCHI disse:

    O TRABALHADOR NÃO QUER SABER DE EXPRESSO TURÍSTICO E MUITO MENOS O IDOSO.
    A CPTM LIXO USA ESSE FAMIGERADO EXPRESSO TURÍSTICO PARA LAVAGEM DE DINHEIRO E PARA ENCOBRIR O SOFRIMENTO DO TRABALHADOR NO DIA A DIA.
    QUEREMOS UM TRANSPORTE DIGNO, MAIS TRENS NA LINHA, TRENS RÁPIDOS E NÃO EXPRESSO TURÍSTICO.
    QUANDO VAMOS TRABALHAR NOS DOMINGOS E FERIADOS OU TEMOS COMPROMISSOS NESSES DIAS, O INTERVALO ENTRE TRENS CHEGA A SER DE ATÉ UMA HORA – UMA VERGONHA.
    CPTM LIXO – VERGONHA DO BRASIL

  3. Carlos A. disse:

    A criação do Expresso Turistico é uma das melhores ideias da cptm. Precisa expandir para outros locais como Campos do Jordão, Cunha e Guararema onde há uma maria fumaça.

Deixe uma resposta