CPTM assina contrato de R$ 405 milhões para concessão de espaços publicitários

Publicado em: 14 de fevereiro de 2020

Diariamente, são 3 milhões de usuários transportados por dia útil. Foto: Adamo Bazani.

Empresa Eletromidia venceu o pregão eletrônico e irá explorar os espaços de mídia em trens e estações por 10 anos

JESSICA MARQUES

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) assinou nesta sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020, um contrato de concessão para o direito de exploração dos espaços publicitários em trens e estações com a Eletromidia, empresa vencedora de pregão eletrônico realizado pela Bolsa Eletrônica de Compras em janeiro.

O valor global da concessão é de R$ 405 milhões em 10 anos, sendo que R$ 109,5 milhões correspondem ao valor de outorga inicial, que deverá ser pago à CPTM em até 15 dias após a assinatura do contrato, conforme informado em nota.

Por sua vez, R$ 270,8 milhões se referem à Remuneração Mínima Garantida ao longo do contrato, além de um investimento mínimo de R$ 25 milhões na modernização da infraestrutura existente de mídia na Companhia.

“É o maior contrato de exploração de mídia exterior realizado no país. A iniciativa da atual gestão tem como um dos principais objetivos aumentar a participação das receitas não tarifárias no faturamento da Companhia”, informou a CPTM.

Além disso, o valor de outorga previsto era de R$ 15 milhões, alcançando um ágio de 630%, também segundo a companhia.

“A concessão marca o início da nova diretriz de aumento da participação da receita não tarifária e contribui para a sustentabilidade financeira da empresa e investimentos para melhorias dos serviços para os passageiros”, afirmou o presidente da CPTM, Pedro Moro.

RECEITA

A receita proveniente dos espaços publicitários na CPTM em 2018 e 2019 foi de cerca de R$ 14 milhões por ano. Com o novo contrato, a Companhia garante uma receita mínima de R$ 28 milhões já em 2020, além da outorga inicial de R$ 109,5 milhões.

“A modernização na infraestrutura permitirá ainda um ganho na comunicação com o passageiro, que passará a contar com painéis de informações operacionais além de notícia e entretenimento em sua viagem”, explicou Eduardo Jorge Pereira, diretor de Planejamento e Novos Negócios da CPTM.

Ainda de acordo com a CPTM, a Eletromidia é considerada atualmente a maior empresa do segmento de mídia digital Out Of Home (OOH) – mídia exterior – do Brasil, após a aquisição recente de outra empresa do ramo.

Fundada em 1993, a Eletromidia possui a mais completa plataforma de mídia urbana do Out Of Home brasileiro e conecta semanalmente mais de 105 milhões de pessoas com as marcas, conforme informado em nota. “Presente nas ruas, shoppings centers e estabelecimentos comerciais, em 100% dos transportes sobre trilhos em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador e aeroporto”.

Pelo contrato, segundo a CPTM, “a empresa terá exclusividade em todas as linhas e estações sobre uso de espaços de mídia nos bloqueios, painéis estáticos, escadas rolantes, passarelas, adesivação dentro e fora dos trens, monitores e painéis digitais, além de novos formatos que poderão ser propostos pelo concessionário”.

Diariamente, são 3 milhões de usuários transportados por dia útil. Diariamente os trens percorrem cerca de 80 mil quilômetros, equivalente a duas voltas entorno da terra, em quase 2.750 viagens programadas, segundo a CPTM.

“Juntas as sete linhas da CPTM somam 271 km de extensão, dos quais 136,5 km estão na capital paulista, que também conta com 46 estações do total de 94. Além da capital, por meio de suas setes linhas, a CPTM atende moradores de outros 22 municípios”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta