Mercedes-Benz aumenta emplacamento de ônibus urbanos em Belo Horizonte em 350%

A preferência das empresas operadoras do sistema da BHTrans é pelo OF 1724 L. Foto: Divulgação.

Em 2019, foram 438 unidades, sendo todas do modelo OF 1724 L

JESSICA MARQUES

A Mercedes-Benz informou, por meio de nota, que aumentou o emplacamento de ônibus urbanos em Belo Horizonte em 350% no último ano.

Em 2019, foram 438 unidades emplacadas, sendo todas do modelo OF 1724 L, com suspensão pneumática e ar-condicionado, atendendo à exigência da BHTrans.

Desta forma, a Mercedes-Benz informou ser líder de vendas na capital mineira, com mais de 88% de participação de mercado no ano passado, enquanto em 2018 o market share estava em 77%.

“Nós demos um salto muito expressivo no número de emplacamentos em BH, de 97 unidades em 2018 para 438 ônibus urbanos no ano passado”, afirmou o diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil,  Walter Barbosa.

“Ou seja, mais do que quadruplicamos o volume de emplacamentos, o que reforça a nossa forte presença no sistema de transporte coletivo local”.

A preferência das empresas operadoras do sistema da BHTrans pelo OF 1724 L, segundo a Mercedes, é por conta de diferenciais como menor consumo de combustível do segmento, baixo custo operacional, disponibilidade e confiabilidade no transporte de passageiros, alto valor de revenda e rede de concessionários dedicada, em que o cliente tem facilidade de encontrar peças de reposição e serviço especializado.

“Esse modelo do nosso portfólio de ônibus urbanos atende às exigências da BHTrans – Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte, que determinou que os novos ônibus das renovações de frota na cidade fossem equipados com suspensão pneumática e ar condicionado, a fim de assegurar mais conforto e qualidade de vida no transporte para a população”, disse Walter Barbosa.

20200212_748fb0f80f1a4261a474348a4ca1345e_imgg

“Além disso, o OF 1724 L se destaca pela força de seu motor OM 926 LA de 6 cilindros e 238 cv, que assegura ótimas arrancadas e retomadas. Essas vantagens são muito importantes para uma cidade como Belo Horizonte com topografia que inclui vários pontos de subidas, exigindo força e excelente performance do veículo”.

A fabricante informou ainda que oferece micro-ônibus, ônibus convencionais, articulados e superarticulados e soluções para todas as demandas do transporte coletivo urbano de Belo Horizonte, o que inclui articulados para o MOVE, o sistema BRT (Bus Rapid Transit) da cidade.

VENDAS NO BRASIL

A Mercedes-Benz informou ainda que iniciou o ano de 2020 confirmando a sua liderança nas vendas de ônibus no Brasil.

No mês de janeiro, foram emplacadas 853 unidades no segmento acima de 8 toneladas de PBT – peso bruto total, 15% a mais em relação às 743 unidades de 2019. Isso resultou em mais de 57% de participação de mercado, com mais de 72% em urbanos e cerca de 50% em rodoviários.

20200212_7a6ebddf39294f40b1108469a6b8d2ab_walter-barbosa-21

Em 2019, no acumulado do ano, a marca emplacou 11.150 unidades, volume 50% superior às 7.460 unidades do mesmo período de 2018. Com isso, conquistou 54% de participação de mercado.

“As renovações e as ampliações de frotas do transporte coletivo urbano puxaram as vendas do setor em 2019”, explicou Walter Barbosa. “Vale destacar o emplacamento de 6.723 ônibus da marca neste segmento, alcançando a liderança em urbanos com 76% de market share. Esse volume de vendas é 45% maior em relação às 4.636 unidades do ano anterior”.

No segmento rodoviário, o primeiro lugar da Mercedes-Benz foi consolidado com 54% de participação de mercado, com o emplacamento de 2.024 unidades e crescimento de 12% no volume de vendas frente às 1.805 unidades do mesmo período de 2018.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Jairo disse:

    Já passou da hora de pararem de usar essas carroças no transporte público.Motor dianteiro é obsoleto e ultrapassado.

Deixe uma resposta