Ônibus Amarelinhos regularizados poderão operar com integração a partir de março em Salvador

As duas cooperativas responsáveis pelo transporte complementar em Salvador juntas somam 267 ônibus. Foto: Reprodução.

Decisão foi tomada após reunião no Ministério Público da Bahia

JESSICA MARQUES

Os ônibus do transporte complementar de Salvador, na Bahia, conhecidos popularmente como “Amarelinhos”, poderão operar com integração com metrô e outros ônibus a partir do dia 1º de março de 2020.

A decisão foi tomada após uma reunião realizada na sede do MP-BA (Ministério Público do Estado da Bahia), em Nazaré, na última semana. O órgão decidiu, na ocasião, que os ônibus do Stec (Subsistema de Transporte Especial Complementar) que estiverem em situação regular poderão operar com integração.

O acordo foi feito por representantes do Governo da Bahia, da Prefeitura de Salvador, do Ministério Público e dos transportes complementares. São considerados ônibus em situação regular aqueles que tenham até oito anos e acessibilidade. Os demais não poderão integrar.

As duas cooperativas responsáveis pelo transporte complementar em Salvador juntas somam 267 ônibus. Os veículos que estão regulares serão cadastrados, segundo o MP-BA, até que seja feita uma licitação para o serviço.

As empresas de transporte têm um prazo de 120 dias para regularizar a situação, contando a partir do dia 27 de janeiro de 2020. Também segundo o MP, a Prefeitura tem até novembro pra abrir uma nova licitação para o serviço.

Até lá, os Amarelinhos terão uma autorização temporária para operar com integração. O presidente da Coopetac (Cooperativa de Transporte Alternativo Complementar de Salvador) informou à mídia local estimar que até março a frota será renovada com 40 ônibus.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta