Rápido Luxo renova frota com veículos seminovos em Vinhedo (SP)

Publicado em: 21 de janeiro de 2020

Ônibus possuem carroceria Caio e chassi Mercedes-Benz. Foto: Divulgação.

Investimento total foi de R$ 3,9 milhões

JESSICA MARQUES

A concessionária Rápido Luxo Campinas, operadora do transporte coletivo em Vinhedo, no interior de São Paulo, adquiriu ônibus seminovos para renovar a frota.

A empresa comprou 13 veículos usados com ar-condicionado, Wi-Fi e GPS. O investimento total foi de R$ 3,9 milhões, conforme informado pela concessionária.

Com o investimento, Vinhedo passou a contar com 100% dos ônibus com elevadores, que permitem a acessibilidade de pessoas que utilizam cadeira de rodas. A frota total da cidade conta com 18 ônibus e, agora, a idade média é de 4,5 anos.

Os veículos seminovos são do ano 2016, possuem chassi Mercedes-Benz OF-1721 e carroceria Caio/Induscar Apache Vip IV. Segundo a empresa, os veículos entraram em operação no último sábado e estão circulando nas 11 linhas da cidade.

A empresa informou ainda que os motoristas passaram por treinamento para operar os veículos com elevadores para o transporte de pessoas com deficiência.

Além disso, segundo a empresa, os ônibus possuem piso antiderrapante, vidros selados e com tratamento antitérmico, o que contribui para a redução da temperatura interna dos veículos.

Confira as imagens dos ônibus adquiridos:

f51f6fe6-1e40-42f9-9c3e-22d7a0695c86c8c82ab7-3dbc-4dc4-b54b-1cfb0e9b847a1a32f48b-28f4-4401-925d-90527a87895773deb0c0-4390-478d-aaf8-7fa23bf4c010

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Ary Trindade disse:

    Em Avaré só tem sucata ! Péssimo serviço

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Placas inciadas com a letra “L”.

    Vieram do Rio de Janeiro ou de Santa Catarina ??

    Alguém sabe?

    Att,

    Paulo Gil

  3. Jose disse:

    Rio de janeiro

  4. MARCOS NASCIMENTO disse:

    SC utilizou somente parte do final do emplacamento iniciado com a letra L e isso foi apenas nos primeiros anos do sistema de 3 letras utilizado a partir de 1991. Depois, passou a usar a letra M que foi dividida com o Estado do TO e o RN. Todos os 13 onibus vieram do RJ capital que usa as placas iniciadas com o L e o K.

  5. Paulo Gil disse:

    Jose e Marcos Nascimento, boa noite.

    Obrigado pelas explicações.

    Valeu!

    Att,

    Paulo Gil

  6. Larissa disse:

    Eu moro em Vinhedo e o ônibus é péssimo, lento pouco espaço, ar condicionado muito gelado e não tem wi-fi!

  7. Ismael Junior disse:

    Vale frisar que se a empresa comprasse 0km nunca que seria nessa configuração e sim o básico do básico. Então pode-se chegar na conclusão que foi um bom negócio esses usados, tanto para a empresa quanto para os passageiros…

Deixe uma resposta