Goiânia lança Edital de Chamamento Público para modelagem do corredor BRT Norte-Sul

Publicado em: 21 de janeiro de 2020

Capa do Projeto Básico de Implantação do BRT Norte-Sul, lançado em 2012.

Interessados deverão apresentar estudos de Modelagem Técnica e Operacional, além de viabilidade econômico-financeira e jurídica para a concessão da operação e gestão do corredor exclusivo de ônibus

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia Metropolitana De Transportes Coletivos– CMTC de Goiás lançou aviso de Chamamento Público para modelagem da concessão ao setor privado da operação e gestão do Corredor BRT Norte-Sul.

Através do processo de Manifestação de Interesse, as empresas interessadas deverão apresentar em até 30 dias, com vistas à concessão da operação e gestão do corredor BRT-NS, “estudos no formato de Termo de Referência abrangendo Modelagem Técnica (Infra-Estrutura de Rede Lógica, Tecnologia da Informação, Transmissão de Dados, Ferramentas de Gerenciamento e Soluções integradas de Monitoramento), Modelagem Operacional, Levantamentos e Dados de Viabilidade Econômico-Financeira e Jurídica”.

Leia Edital na íntegra:

edital_corredor BRT-NS_page-0001

edital_corredor BRT-NS_page-0002

edital_corredor BRT-NS_page-0003edital_corredor BRT-NS_page-0004

O BRT Norte-Sul tinha previsão de entrega no final de 2016, contemplando um corredor exclusivo com 21,8 quilômetros de extensão, interligando as regiões Sul e Norte da capital goiana.

Pela proposta original ele seria comporto por 93 ônibus, dos quais 28 articulados e 65 convencionais.

Quatro linhas estavam previstas, a uma velocidade comercial estimada de 28 km/h.

O investimento inicial previsto era de R$ 274 milhões.

Em 2019 a prefeitura de Goiânia entregou dois trechos do BRT Norte-Sul – as pistas até o Terminal Recanto do Bosque e entre a Praça do Cruzeiro e a Rua 90.

No Projeto Básico de Implantação do Corredor Norte – Sul publicado em 2012, a CMTC de Goiânia descreveu o eixo de transporte Norte – Sul como “o segundo maior eixo de transporte coletivo da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Goiânia, articulando a ligação do Município de Aparecida de Goiânia, ao Sul, com a área central do Município de Goiânia, bem como, ligando os bairros da região Sul, Sudeste, Norte e Noroeste de Goiânia com a área do centro expandido de Goiânia”.

No site da prefeitura de Goiânia o BRT Norte-Sul consta com o valor de R$ 217 milhões (valor contratual), tendo a obra sido iniciada em março de 2015, com previsão de conclusão para outubro de 2020.

A obra estaria atualmente com percentual de execução em 54,28%.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta