Prefeitura de Belo Horizonte congela tarifa de ônibus e viações terão de reduzir custos

Publicado em: 20 de janeiro de 2020

Medidas de corte de custos vão ser estudadas por comissão

Anúncio foi feito após reunião entre prefeito Alexandre Kalil e empresários

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Belo Horizonte anunciou em seus canais oficiais na noite desta segunda-feira, 20 de janeiro de 2020 que “o valor da passagem dos ônibus da capital será mantido até o fim deste ano.”

A tarifa básica é de R$ 4,50.

Após encontro entre o prefeito Alexandre Kalil e representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) foi decido pela criação de um grupo de trabalho para discutir como reduzir os custos de operação para equilibras as contas do sistema com o congelamento.

“Entramos em um acordo, depois de uma boa reunião, que garante o congelamento da tarifa e a qualidade do transporte público em Belo Horizonte. Enquanto isso, a gente vai debater as questões que precisam ser respeitadas. Em definitivo, temos que acabar com esse impasse, no diálogo, conversando, que é o que interessa à população de Belo Horizonte. Essa briga só prejudica a quem realmente precisa do transporte”, afirmou, em nota, o prefeito Alexandre Kalil.

No dia 06 de janeiro de 2020, a prefeitura afirmou que conseguiu barrar na Justiça o aumento de R$ 4,50 para R$ 4,75 do valor da tarifa básica de ônibus.

Como mostrou o Diário do Transporte, o Consórcio Dez, que reúne oito das empresas que operam na capital mineira, havia conseguido uma liminar expedida no dia 27 de dezembro de 2019 pelo juiz de plantão Rogério Santos Araújo determinando o reajuste.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/12/30/justica-determina-que-prefeitura-de-belo-horizonte-homologue-reajuste-de-tarifa-de-onibus/

As medidas para a redução dos custos ainda devem ser anunciadas pela comissão.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta