Troca no DENATRAN: Frederico de Moura Carneiro assume direção do órgão em lugar de Jerry Adriane Dias Rodrigues

Frederico é consultor legislativo da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Trânsito e Transporte - CDU da Câmara dos Deputados. Foto: Edilson Rodrigues / Agência Senado

Transmissão do cargo será nesta quinta-feira, 16 de janeiro

ALEXANDRE PELEGI

O Departamento Nacional de Trânsito – Denatran terá novo diretor a partir desta quinta-feira 16 de janeiro de 2020.

Trata-se de Frederico de Moura Carneiro, Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados, na área de Desenvolvimento Urbano, Trânsito e Transportes.

A posse será às 10h no Auditório Professor Lourenço Chehab no Ministério da Infraestrutura, a quem o órgão de trânsito está vinculado.

Ele ocupará o cargo que era de Jerry Adriane Dias Rodrigues, Inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que assumiu o posto em janeiro de 2019. Relembre: Jerry Adriane Dias Rodrigues, inspetor da PRF, é nomeado Diretor do DENATRAN

convite_denatran.jpg

Frederico de Moura Carneiro é especialista em Criminalística, e exerceu o cargo de Perito Criminal da Polícia Civil do Distrito Federal.

Com formação na área de Engenharia Civil, com ênfase em Geotecnia, Edificações, Infraestutura e Engenharia de Custos, é autor do livro Evolução e Cenário atual da Mobilidade Urbana.

A saída de Jerry Adriane Dia Rodrigues já estava anunciada desde agosto do ano passado. Segundo o jornal O Estado de SP, ele teria encaminhado carta à secretaria de Transportes do Ministério da Infraestrutura pedindo para sair do cargo e tecendo várias críticas à estrutura do órgão.

A área de trânsito tem sido uma das mais polêmicas do governo de Jair Bolsonaro. Uma série de medidas têm recebido críticas de especialistas e de entidades da área. Um exemplo é o projeto de lei enviado por Bolsonaro ao Congresso afrouxando as regras do Código de Trânsito Brasileiro, recebido com surpresa pela Associação Nacional de Departamentos Estaduais de Trânsitos, que reúne Detrans dos 26 Estados e do Distrito Federal. Além disso, causou revolta em vários setores que defendem medidas de segurança no trânsito a determinação de retirar radares das rodovias federais, decisão do presidente Bolsonaro que foi derrubada pela Justiça.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta