Governo do Distrito Federal reduz valor de duas tarifas de ônibus por falta de troco

Publicado em: 15 de janeiro de 2020

Passagens de R$ 3,85 e R$ 2,75 cairão R$ 0,05

JESSICA MARQUES

O Governo do Distrito Federal anunciou nesta quarta-feira, 15 de janeiro de 2020, que vai reduzir o valor de duas tarifas de ônibus em vigor, por falta de troco nos coletivos.

Conforme informado à mídia local, as passagens de R$ 3,85 e R$ 2,75 cairão R$ 0,05. Isso porque nem os postos de recarga estão conseguindo oferecer troco aos passageiros que desejavam recarregar os bilhetes.

Para a decisão do arredondamento do valor das tarifas para baixo entrar em vigor, o governador Ibaneis Rocha informou que vai assinar um decreto nesta quinta-feira, 16. A medida vai entrar em vigor após publicação em Diário Oficial.

Com a mudança, essas passagens específicas que estão gerando problemas com troco vão passar a custar R$ 2,70 e R$ 3,80.

Todos nós sabemos que é uma dificuldade imensa a questão do troco. Eu entendi o problema e decidi fazer esses reajustes, até por que estamos numa época em que as pessoas quase não estão mais acostumadas a usarem dinheiro”, afirmou Ibaneis ao portal Metrópoles.

O Governo do Distrito Federal reajustou a tarifa do transporte coletivo em 10% nesta segunda-feira, 13 de janeiro de 2020. Os valores mais altos já foram aplicados tanto em passagens de ônibus quanto do metrô.

Desta forma, linhas circulares internas passaram de R$ 2,50 para R$ 2,75, as ligações curtas foram de R$ 3,50 a R$ 3,85 e as de integração, longas ou do metrô, de R$ 5, subiram para R$ 5,50.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/01/10/governo-do-distrito-federal-reajusta-tarifa-do-transporte-coletivo-em-10-a-partir-de-segunda-feira/

BILHETE ÚNICO

Outra novidade antecipada pelo governador ao portal Metrópoles foi a redução dos valores para emissão da segunda via do Bilhete Único.

Rocha também informou que vai assinar um regulamento da Secretaria de Mobilidade para diminuir o preço. Atualmente, o processo para quem perder o documento custa R$ 19,25. Com a assinatura, cairá para R$ 5,40.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta