Tarifa antiga de ônibus e metrô do Distrito Federal será mantida por um mês em vale-transporte

Publicado em: 14 de janeiro de 2020

Preço anterior ao reajuste será válido para quem possui créditos de antes do aumento

JESSICA MARQUES

A tarifa antiga de ônibus e metrô do Distrito Federal será mantida por um mês nos cartões de vale-transporte. O preço anterior ao reajuste será válido para quem possui créditos adquiridos antes do aumento.

O Governo do Distrito Federal reajustou a tarifa do transporte coletivo em 10% nesta segunda-feira, 13 de janeiro de 2020. Os valores mais altos já foram aplicados tanto em passagens de ônibus quanto do metrô.

Todas as tarifas terão adição de 10%. Desta forma, linhas circulares internas passariam de R$ 2,50 para R$ 2,75, as ligações curtas passam de R$ 3,50 a R$ 3,85 e as de integração, longas ou do metrô, de R$ 5, sobem para R$ 5,50.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/01/10/governo-do-distrito-federal-reajusta-tarifa-do-transporte-coletivo-em-10-a-partir-de-segunda-feira/

A norma diferente para o vale-transporte foi confirmada pela Secretaria de Mobilidade ao G1. “Nos cartões de vale-transporte com créditos já adquiridos será debitada a tarifa antiga até 12/02/2020”, informou a pasta, em nota.

Entretanto, a norma só é válida para quem recebe os créditos diretamente pela empresa, por meio do Sistema de Bilhetagem Automática. Os demais cartões de Bilhete único recarregados pelo próprio cidadão já estão descontando a tarifa com o reajuste.

Confira os novos valores, já em vigor:

  • Circular interna: de R$ 2,50 para R$ 2,75
  • Ligações curtas: de R$ 3,50 para R$ 3,85
  • Metrô/Longas/Integração: de R$ 5 para R$ 5,50

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta