Ônibus com portas dos dois lados começam a circular na segunda-feira na EPTG, no Distrito Federal

Faixa exclusiva reversa acabará e veículos irão trafegar pelo canteiro central

JESSICA MARQUES

O Governo do Distrito Federal informou, em nota, que os ônibus com portas dos dois lados começam a circular a partir de segunda-feira, 13 de janeiro de 2020, na EPTG.

A faixa exclusiva reversa acabará e os veículos do transporte coletivo irão trafegar pelo canteiro central, conforme informado pelo Governo. O início desta operação estava previsto para 1º de janeiro, mas foi adiado.

Os passageiros continuarão embarcando nos abrigos do canteiro central, mas devem observar o lado em que os ônibus irão passar, segundo informações do Governo.

Ao todo, 160 ônibus com portas dos dois lados vão circular no corredor exclusivo. As empresas que farão a operação com os novos coletivos são: Urbi com 46 ônibus, Marechal com 39 e São José com 75 veículos.

Além disso, 42 linhas passarão pela via, sendo 21 com destino à Rodoviária do Plano Piloto, 15 para a W3 Sul e 6 farão o trajeto para a W3 Norte. No local, também circularão 11 linhas semi-expressas com veículos com porta apenas do lado direito, uma vez que estes ônibus não desembarcam passageiros ao longo da via, também segundo informações do Governo.

Além dos ônibus, somente táxis, ambulâncias e viaturas podem trafegar na faixa exclusiva.

“Atualmente, cerca de 65 mil passageiros circulam pela EPTG em linhas com destino à Rodoviária do Plano Piloto e W3 Sul e Norte. Desse montante, aproximadamente 56 mil usuários, o equivalente a 86,4% da demanda, serão beneficiados com as linhas que vão operar com portas dos dois lados. Já as linhas semi-expressas transportam cerca de 9 mil passageiros, o equivalente a 13,6%”, informou o Governo, em nota.

FAIXA REVERSA

Com a chegada dos ônibus com portas dos dois lados, a Semob – Secretaria de Mobilidade e Transporte do Distrito Federal vai encerrar a operação da faixa reversa na EPTG, adotada em 18 de março de 2019.

A operação consistiu em permitir o trânsito dos coletivos na primeira faixa da via inversa, nos horários de pico entre 6h e 9h (sentido Taguatinga-Plano Piloto) e das 17h30 às 19h45 (sentido Plano Piloto-Taguatinga) nos dias úteis.

“A faixa reversa possibilitou que os ônibus transitassem com as portas voltadas para as paradas do canteiro central, o que tornou mais ágeis o embarque e o desembarque dos passageiros”, informou o Governo do DF, em nota.

“A medida, adotada provisoriamente até a chegada dos ônibus com portas também do lado esquerdo, alcançou o objetivo de diminuir em até 30 minutos o tempo de viagem no transporte coletivo. No horário de pico, enquanto os ônibus utilizavam a faixa reversa, todos os carros passaram a utilizaram a faixa exclusiva no sentido do fluxo. Com isso, a operação possibilitou aumentar em 20% a fluidez do trânsito.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta