Fortaleza congela valor da tarifa de ônibus para 2020

Prefeito Roberto Cláudio anunciou o congelamento da tarifa em coletiva de imprensa no Paço Municipal. Foto: Marcos Moura (prefeitura de Fortaleza)

Passagem continuará custando R$ 3,60 pelo menos até novembro deste ano

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito de Fortaleza, capital do Ceará, Roberto Cláudio, anunciou nesta terça-feira, 07 de janeiro de 2020, que manterá o atual valor da tarifa de ônibus “pelo menos até novembro de 2020”.

A decisão foi comunicada em coletiva de imprensa após reunião com entidades representantes do setor de transportes.

Desta forma, a tarifa seguirá custando R$ 3,60 a inteira, e R$ 1,60 a tarifa estudantil.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) chegou a solicitar um aumento de R$ 0,06 por passagem, mas a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) recusou a proposta.

Temos o entendimento que há uma crise econômica, a renda do trabalhador está mais curta e a inflação que tem diminuído o poder aquisitivo do brasileiro. Esta é a primeira razão, um ato de sensibilidade para com o momento econômico que o país vive. O segundo motivo é que tem havido no Brasil inteiro uma redução pela procura dos serviços de transporte público e no número de passageiros. Isso acaba impactando a viabilidade do próprio sistema“, esclareceu o Prefeito.

Segundo comunicado da prefeitura da capital cearense, o prefeito explicou que foi possível congelar o valor mesmo com os prejuízos contabilizados após os ataques a ônibus no início de 2019 e o reajuste do combustível. “A Etufor dialogou com os concessionários e nós mostramos resultados de estudos técnicos que comprovam que aumentar a tarifa neste momento pode, inclusive, agravar a situação do sistema ao longo do ano. Há uma competição também pela diversidade de outros serviços que estão sendo oferecidos à população. Mas nós entendemos que os transportes que têm o menor impacto ambiental ainda são o ônibus e o metrô“, ressaltou.

Desta forma, Fortaleza segue sendo a capital brasileira com a tarifa única mais barata de transporte público integrado.

Na coletiva, o prefeito anunciou que a meta agora é iniciar a integração entre os modais da Prefeitura e do Governo do Estado. “A gente já tem a integração entre bicicleta, van e ônibus, que são municipais. O próximo passo é fazer a integração entre VLT e metrô. Isso pode ser um atrativo e um ganho a mais para aumentar a procura pelo transporte público na Cidade“, disse.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta