Campo Grande (MS) assinará convênio para obras de antiga rodoviária

Concepção do projeto de revitalização da antiga rodoviária de Campo Grande (MS). Foto: prefeitura

Verba empenhada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional revitalizará duas plataformas de embarque e desembarque 

AELXANDRE PELEGI

Na próxima segunda-feira, 30 de dezembro de 2019, o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, assinará convênio para a revitalização de duas plataformas de embarque e desembarque da antiga rodoviária.

O convênio, no valor de R$ 15,3 milhões, faz parte de verba total de R$ 20,14 milhões, verba conquistada por emendas parlamentares ao Orçamento da União, empenhada no último dia 23 pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

Segundo a prefeitura de Campo Grande, a Prefeitura assumirá o compromisso de apresentar os projetos de engenharia e orçamentário. Após aprovação pela Caixa Econômica Federal, será feita a licitação.

A expectativa é que o processo seja concluído a tempo das obras serem iniciadas até o final de junho.

REVITALIZAÇÃO

A revitalização da antiga rodoviária abrangerá os 6 mil metros quadrados de propriedade do Município.

A coordenadora Especial da Central de Projetos, Catiana Sabatin, explica: “Nosso projeto será de ocupação, para levar gente ao local. Levar vida para a região, que tem uma rede hoteleira bem interessante para fomentar o turismo. O Bairro Amambai é de uma importância histórica para a cidade e com a revitalização também conseguimos resolver problemas de segurança na região”.

No local serão instaladas repartições públicas com maior potencial de atendimento, aumentando a circulação de pessoas no entorno do antigo terminal.

No entorno da rodoviária há 150 lojas, pertencentes a 60 propriedades, que são donos de 24 dos 30 mil metros quadrados.

O prefeito Marquinhos Trad acredita que o investimento na estrutura de propriedade do Município motivará os proprietários privados a reformar a estrutura e retomar as atividades comerciais.

Todo o entorno do antigo terminal receberá obras de recapeamento, nova iluminação, dentro da segunda etapa do Reviva Campo Grande.

Está programada a requalificação das ruas Vasconcelos Fernandes, Joaquim Nabuco, Dom Aquino e Barão de Branco.   O novo plano diretor, em vigor desde agosto, também contempla medidas para incentivar investimentos na região que atraem maior público, como a instalação de uma universidade, por exemplo.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta