Cachoeiro (ES) mantém valor da tarifa de ônibus no Cartão Cidadão

Ônibus da Viação Flecha Branca. Foto: Daniel Carlos Avelar Rocha

Para vale-transporte e pagamento em dinheiro passagem sobe vinte centavos

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, decidiu manter o valor da tarifa de ônibus para quem paga por meio do Cartão Cidadão, da bilhetagem eletrônica. A partir de 2 de janeiro de 2020, a tarifa permanecerá em R$ 3,20, o atual valor.

Já para quem paga em dinheiro, a tarifa será reajustada em cerca de 6%, passando dos atuais R$ 3,40 para R$ 3,60.

O reajuste vale também para o vale-transporte.

O Cartão Estudante também não será reajustado, mantendo-se em R$1,60.

Os valores referem-se às tarifas urbana e urbana distrital.

A última vez que a prefeitura reajustou a tarifa para os usuários do Cartão Cidadão e Cartão Escolar foi no início de 2018.

Reunião do Conselho Municipal de Transporte e Tarifa, realizada nesta sexta-feira, 27 de dezembro de 2019, determinou que os novos valores passam a vigorar no dia 02 de janeiro de 2020.

A Agersa (Agência Municipal de Regulação dos serviços Públicos Delegados de Cachoeiro de Itapemirim) apresentou os cálculos que determinaram o reajuste, o que foi aprovado pelo Conselho.

Além do Cartão Cidadão e do Cartão Escolar, os distritos de Burarama e São Vivente mantém a passagem subsidiada, ou seja, R$ 3,60, com meia tarifa para estudantes e professores.

Para 2020, conforme publicação no Diário Oficial do município, a Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê gasto de R$ 1,6 milhão em subsídios para o transporte coletivo municipal.

cachoeiro_subsidio

O serviço de transporte na cidade é operado pela Viação Flecha Branca, que foi fundada na cidade.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta