Prefeitura de São Luís amplia renovação da frota do transporte público

Foto: A. Baeta / Agência São Luís

Capital maranhense recebe mais 19 novos ônibus no sistema. Cidade tem agora 720 veículos renovados, dos quais 343 com ar-condicionado

ALEXANDRE PELEGI

São Luís, capital do Maranhão, recebeu 19 novos ônibus nesta terça-feira, 24 de dezembro de 2019.

Esta é a quinta entrega de novos veículos somente em 2019: a primeira ocorreu em fevereiro, a segunda, em julho, e em setembro foram mais duas.

Os novos ônibus vão operar nas linhas que atendem aos bairros da região do Cohatrac, Angelim, Cidade Operária, Vinhais e adjacências.

A capital maranhense possui agora 720 novos veículos em circulação – a frota total é de 830 –, todos eles agregados ao sistema de transporte público municipal a partir de 2017. Desse total, 343 ônibus têm ar-condicionado, o que corresponde a quase metade da frota operante.

Na solenidade de entrega dos ônibus, o prefeito Edivaldo Holanda Junior afirmou que ao assumir a Prefeitura de São Luís, a idade média da frota era superior a 10 anos. “Hoje é de 4,5 anos, a menor do Norte/Nordeste”, afirmou.

Segundo o prefeito, o processo de melhoria do transporte municipal se intensificou a partir da licitação do transporte urbano que, segundo ele, “garante que as melhorias sejam constantes, independente das gestões que se sucedam à frente da Prefeitura, pois o contrato tem regras claras para garantir estes e outros benefícios à população”.

De acordo com a prefeitura, cerca de 550 mil pessoas utilizam, diariamente, o transporte urbano de São Luís.

Além de ar-condicionado e acessibilidade, os novos veículos são equipados com GPS, que permitiu ao sistema a implantação de serviços como Biometria Facial, para coibir fraudes no uso de gratuidades e meia-passagem; Bilhete Único; Recarga Embarcada; Cartão Criança; aplicativo Meu Ônibus, entre outros que operam em toda a frota circulante.

onibus_saoluis_interna02

Foto: A. Baeta (Agência São Luís)

onibus_saoluis_interna

Foto: A. Baeta (Agência São Luís)

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta