CPTM prevê que 800 mil pessoas passem pela Estação Brás neste sábado

Devido ao número de passageiros, Companhia anunciou operação especial

JESSICA MARQUES

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) informou, em nota, que vai preparar a Estação Brás para mais uma operação especial de Natal.

Neste sábado, 21 de dezembro de 2019, último que antecede a comemoração natalina, a previsão é que cerca de 800 mil pessoas passem pela estação em direção ao centro comercial do Brás, para finalizar as compras.

“A operação da CPTM visa facilitar o fluxo de passageiros, garantindo conforto e segurança aos passageiros”, informou a CPTM, em nota.

Confira os detalhes da operação, segundo a CPTM:

No início da manhã, a maior parte das catracas serão liberadas para a saída da estação. O acesso lateral também será usado para facilitar o trânsito das pessoas. A partir das 11h30, a estratégia é invertida.

Todas as catracas ficam abertas para a entrada na estação, horário em que muitos já estão voltando das compras no Brás. Nesse horário, quem quiser sair da estação tem que utilizar o corredor lateral, sem passar pelos bloqueios. Cartazes, avisos sonoros e agentes na estação irão orientar os passageiros sobre o fluxo.

Além disso, neste fim de ano, a CPTM implantou mais três bloqueios (catracas) na Estação Brás, totalizando 24, para melhorar o embarque. Um deles é especial, tipo uma “porta balcão”, com 90 cm de largura, que também aceita todos os tipos de bilhetes da CPTM e Metrô e permite o acesso de cadeirantes. 

Na entrada da estação, os funcionários também orientam a passagem das pessoas de acordo com quem tem bilhete, cartão ou quem precisa comprar bilhete. Embora a Estação Brás ofereça mais de um acesso, a venda de bilhetes está concentrada nos sete guichês da bilheteria do saguão principal, dos quais um é exclusivo para receber pagamentos realizados em moedas no valor exato da tarifa e outro destinado ao atendimento preferencial (como gestantes, pessoas com crianças de colo e idosos). 

Houve reforço das equipes e intensificação dos avisos sonoros ao público sobre segurança, como cuidados redobrados com pertences como bolsas, celulares e até as crianças, além da compra antecipada do bilhete para o retorno. A operação conta com o apoio da PM e da Guarda Civil Metropolitana que têm postos móveis na Praça Agente Cícero. 

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luís Cláudio Alves de Araújo disse:

    Olá vai ser muito difícil ainda

  2. O Brás é o termômetro da cidade. O numero de pessoas que embarcam e desembarcam, de todos os pontos, até do País, pode se dizer.. Vendo aqui na TV a queda de braço da proibição de ocupação na frente da estação, praça agente Cícero, a guarda arriou…Só um aviso à CPTM> arruma outra sala para recolher muita coisa perdida…

Deixe uma resposta