Emdec implanta faixa exclusiva para circulação de ônibus em Campinas (SP)

Publicado em: 18 de dezembro de 2019

Faixa está localizada na Avenida Andrade Neves. Foto: Divulgação.

Trecho possui 650 metros entre as avenidas Benjamin Constant e Barão de Itapura

JESSICA MARQUES

A Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), no interior de São Paulo, informou que já finalizou o processo de implantação de faixa exclusiva para a circulação de ônibus do sistema de transporte público coletivo na Avenida Andrade Neves.

O trecho, do lado direito da avenida, possui 650 metros, entre as avenidas Benjamin Constant e Barão de Itapura.

A nova faixa exclusiva engloba 23 linhas do transporte coletivo do município. São elas: 118; 132; 193; 213; 241; 241.1; 242; 331; 332; 349; 354; 357; 362; 366; 367; 381; 385; 386; 396; 403; 408; 408.1; e 502. São 92 ônibus circulando por hora, pela Avenida Andrade Neves. O volume total médio de circulação diária, em toda a avenida, é de 41,4 mil veículos.

Com essa medida, segundo a Emdec, o município já conta com quase 46 quilômetros de faixas exclusivas e preferenciais ao transporte público.

Ainda estão em fase de construção 36,6 quilômetros de corredores BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido), no município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral.

“Nossa diretriz será sempre o privilegio ao transporte público coletivo e à mobilidade ativa, feita pelos pedestres e ciclistas, nos deslocamentos pela cidade. Diretriz totalmente alinhada ao Plano Diretor do município, que incorpora o conceito de DOTS (Desenvolvimento Orientado pelo Transporte Sustentável); ao nosso Plano de Mobilidade Urbana; e, também, ao Plano Viário, em fase final de construção. A implantação de mais essa faixa exclusiva no município segue, perfeitamente, essa diretriz”, disse, em nota, o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

IMPLANTAÇÃO

Segundo a Emdec, os trabalhos de implantação da faixa exclusiva começaram em meados de novembro e foram concluídos nesta semana. “A expectativa é de melhorar o desempenho do transporte coletivo e aumentar a segurança viária, com a segregação dos ônibus dos demais veículos”.

No trecho da faixa exclusiva, a Avenida Andrade Neves recebeu nova sinalização viária, como placas de regulamentação e educativas, pintura de faixas de pedestres, retenções, balizamentos e legendas, segundo a Emdec.

“A faixa da direita da via, destinada aos ônibus, foi alargada, para proporcionar maior segurança e conforto aos operadores. A velocidade no trecho foi reduzida de 60 km/h para 50 km/h.”

A Emdec informou ainda que o custo de implantação foi da ordem de R$ 71,5 mil. A região possui vários atrativos, como serviços hospitalares e clínicas médicas, segurança pública, empreendimentos comerciais e instituições financeiras.

A avenida atende bairros populosos, como Centro, Botafogo, Guanabara e Chapadão; além de estar localizada próxima aos terminais Rodoviário e Metropolitano.

FISCALIZAÇÃO

O Código de Trânsito Brasileiro especifica que transitar indevidamente nas faixas exclusivas de ônibus é infração de trânsito. A Lei Federal nº 13.154 tipifica como infração gravíssima, com sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa de R$ 293,47.

Resoluções municipais permitem que os ônibus fretados e os táxis circulem pelas faixas exclusivas de ônibus. Contudo, não podem embarcar ou desembarcar passageiros, segundo a Emdec.

Neste primeiro momento, a ação dos agentes da Mobilidade Urbana da Emdec será de forma educativa, orientado os motoristas sobre a correta circulação.

“Nós vamos promover um período de acomodação, de cerca de 90 dias, para que todos possam se acostumar com a nova dinâmica de circulação. Após esse período, o desrespeito ao espaço destinado aos ônibus será punido. Assim como os casos claros de cometimento intencional da infração”, afirma o secretário Barreiro.

“Nas avenidas e ruas com faixas exclusivas, à direita ou à esquerda, não é proibido atravessar a mesma para acessar as vias que as cruzam. Placas de sinalização indicam o ponto de entrada na faixa exclusiva para a conversão segura, sem a imputação de multa de trânsito”, explicou a Emdec.

FAIXAS EXCLUSIVAS

Em 2016, a Emdec implantou 7,5 quilômetros de faixas exclusivas no município, em trechos da Avenida Benjamin Constant, Avenida Dr. Campos Sales, no Eixo Barão Geraldo (ruas Carolina Florence e Buarque de Macedo) e no Eixo Sudeste (Avenida da Saudade e Rua da Abolição).

Confira o histórico divulgado pela Emdec:

A faixa para ônibus na Avenida Benjamin Constant é permanentemente exclusiva. A via fica do lado direito da via, em trecho de 1,2 quilômetros entre as avenidas Anchieta e Andrade Neves.

A Avenida Dr. Campos Sales recebeu faixa exclusiva, também permanente, no lado esquerdo, com 560 metros, entre as ruas Onze de Agosto e José Paulino. A avenida já possuía faixa exclusiva permanente do lado direito, com 660 metros, entre a Rua Onze de Agosto e Avenida Francisco Glicério.

Os eixos Barão Geraldo e Sudeste têm as faixas da direita exclusivas para ônibus somente nos dias úteis, das 6h às 8h e das 16h às 19h.  No eixo Barão Geraldo, a faixa exclusiva da Carolina Florence tem 1,9 km, desde a Avenida Barão de Itapura até a Avenida Theodureto de Almeida Camargo. A da Buarque de Macedo tem 1,5 km, entre a Theodureto de Almeida Camargo e a Barão de Itapura.

No eixo Sudeste, a faixa exclusiva da Avenida da Saudade tem 1,2 km, desde a Álvaro Ribeiro até a Luiz Cappa. A da Abolição tem 1,1 km, entre a Luiz Cappa e a Álvaro Ribeiro.

Antes de 2016, o município contava com pouco mais de 37 km de faixas exclusivas e preferenciais para o transporte público. São elas:

– Faixas exclusivas: Pista interna da Avenida Dr. Moraes Salles (620 metros); pista interna da Rua Irmã Serafina (400 metros); pista interna da Avenida Anchieta (960 metros); pista interna da Avenida Orosimbo Maia (870 metros); pista interna da Avenida Senador Saraiva (640 metros); faixa direita da Avenida Francisco Glicério (1,4 mil metros); faixa direita da Campos Sales (660 metros); faixa esquerda da Avenida Lix da Cunha (2,4 mil metros); Corredor Ouro Verde (5 mil metros).

– Faixas preferenciais: Pista externa da Avenida Dr. Moraes Salles (620 metros); pista externa da Rua Irmã Serafina (400 metros); pista externa da Avenida Anchieta (960 metros); pista externa da Avenida Orosimbo Maia (870 metros); pista externa da Avenida Senador Saraiva (640 metros); faixa direita da Avenida Prestes Maia (1,9 mil metros); faixa direita do Corredor Sousas (8 mil metros); Corredor da Avenida Brasil (11,1 mil metros).

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta