CPTM anuncia que vai realizar ações preventivas para o período de chuvas

O Centro de Controle Operacional (CCO) e o Centro Integrado de Manutenção (CIM) estão recebendo informes de previsão meteorológica diretamente da Defesa Civil. Foto: Adamo Bazani.

Entre elas está a construção de proteções para as salas técnicas das estações, chamadas de House ou Bangalô

JESSICA MARQUES

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) informou, em nota, que vai realizar ações preventivas para o período de chuvas na Grande São Paulo.

As ações para minimizar os impactos das chuvas na operação estão sendo realizadas pela Gerência Geral de Manutenção (GOM) e Gerência Geral de Operação (GOO) da CPTM.

“Revisamos os sistemas de para-raios da rede aérea e das instalações fixas (estações e salas técnicas) e fizemos a limpeza de canaletas, drenos e galerias de águas pluviais no entorno das estações e vias. Além de capina, roçada e controle arbóreo das áreas de domínio da CPTM”, disse, em nota, o gerente de manutenção Wilson Nagy.

O profissional afirmou ainda que será realizada a construção de proteções para as salas técnicas das estações, chamadas de House ou Bangalô, onde há equipamentos sensíveis que não podem ser molhados.

“Todas as equipes recebem treinamento de reciclagem de emergências específicas para a condição de chuva e alagamento”, contou Nagy, também em nota.

O Centro de Controle Operacional (CCO) e o Centro Integrado de Manutenção (CIM) estão recebendo informes de previsão meteorológica diretamente da Defesa Civil para acelerar o acionamento dos procedimentos operacionais, segundo a CPTM.

“Quando necessário, a CPTM solicita acionamento de ônibus gratuito pelo PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência).”

O gerente de operação, Vagner Rodrigues, informou que as equipes estão preparadas para dar as informações aos passageiros o mais breve possível, em casos de velocidade reduzida e alagamento.

Na última segunda-feira, 16 de dezembro de 2019, representantes da Diretoria de Operação e da comunicação da CPTM se reuniram com Walter Nyakas Júnior, Secretário-Chefe da Casa Militar e Coordenador da Defesa Civil do Estado, a pedido do Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, para conhecer a Operação Verão da Defesa Civil e as previsões futuras de chuvas até o mês de abril.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Olá, pessoal. Além disso, está em mãos do prefeito de S. André, desde agosto deste ano, onde a estação mais alaga, como na ultima que fez vítimas fatais, um projeto sugestivo de melhoramentos logo na entrada da estação, sobre drenagem de águas pluviais, como também sugerido que este alcaide chame, convoque e faça uma reunião com o DAEE, responsável pelo Tamanduateí – o vilão das enchentes – para acelerar um plano de desassoreamento do leito em urgência. Isto sob presença da CPTM e da EMTU principais empresas prejudicadas. Só assim poderá se resolver, ao menos 70%, os problemas crônicos na área da estação de Santo André…(em tempo> saiu no jornal que governo federal liberou verba de 200 milhões à cidade para infraestruturas – DIÁRIO GRANDE ABC- edição de quinta dia 19/12/2019)….até agora o prefeito Serra ainda não deu resposta.

Deixe uma resposta