Senado aprova empréstimo para Santo André construir piscinão e Complexo Viário Cassaquera

Ambas as intervenções serão realizadas pelo Semasa. Foto: Divulgação/PSA.

Financiamento de US$ 50 milhões vai viabilizar obra de combate às enchentes, que beneficiará bairros como Vila América e Jardim Ipanema

JESSICA MARQUES

O Senado Federal autorizou nesta terça-feira, 17 de dezembro de 2019, que a Prefeitura de Santo André, no ABC Paulista, obtenha um financiamento de US$ 50 milhões junto ao CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), para obras de mobilidade no Complexo Viário Cassaquera e a construção do piscinão do Parque da Juventude.

Ambas as intervenções serão realizadas pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), segundo a Prefeitura. Conforme noticiado pelo Diário do Transporte, as obras vão começar pelo Complexo Viário Cassaquera, iniciando pela avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Melo.

Relembre: Obras de mobilidade financiadas pelo CAF em Santo André começam pela avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Melo

A construção do Complexo Viário Cassaquera contempla a criação de um novo sistema viário na avenida Luiz Ignácio de Anhaia Melo até a rua Fernando Costa, melhorando a ligação da avenida Giovanni Batista Pirelli com a avenida Valentim Magalhães, criando uma nova opção para os motoristas que queiram acessar o Rodoanel.

Segundo a Prefeitura, a nova estrutura da via será composta por duas pistas (de três faixas cada) e sete travessias sobre o córrego Cassaquera, que será canalizado em um trecho de 1,7 quilômetro, o que vai melhorar o escoamento de águas de chuva e minimizar possíveis alagamentos na região.

O prefeito Paulo Serra ressaltou, em nota, a importância da aprovação do Senado, pois o “governo federal é fiador do empréstimo, e essa autorização não teria acontecido se a cidade não tivesse recuperado sua capacidade orçamentária“, disse.

PRÓXIMOS PASSOS

Com a autorização do Senado Federal para a contratação da operação de crédito, o processo será encaminhado à PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional).

Se todas as documentações e informações estiverem válidas, a Procuradoria emitirá parecer favorável e encaminhará a matéria ao Secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, para que ele autorize a assinatura do contrato de empréstimo.

Vencidas estas etapas, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional encaminhará o processo à Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, que é a responsável pela convocação do CAF e da Prefeitura de Santo André, por meio do Semasa, para agendamento da data de assinatura do contrato.

A licitação para definir a empresa que será contratada pelo Semasa para realizar as intervenções foi publicada pela autarquia em 20 de novembro, com previsão de abertura das propostas no dia 10 de janeiro.

Inicialmente, as obras de mobilidade estavam previstas para o segundo semestre deste ano, mas será preciso aguardar todas as etapas de aprovação para assinatura do contrato com a empresa que executará os serviços.

Leia também: Após autorização de empréstimo de US$ 50 milhões, Santo André prevê obras de mobilidade para segundo semestre

DRENAGEM

Além das obras de mobilidade, a Prefeitura de Santo André informou que o  empréstimo do CAF também será utilizado para a construção de um piscinão e melhorias no sistema de resíduos sólidos e no sistema de monitoramento de chuvas da cidade, por meio de projetos que ainda estão em fase de elaboração.

O piscinão subterrâneo que será construído no Parque da Juventude Ana Brandão terá capacidade média para armazenar 264.225,49 m³ de água, minimizando os riscos de transbordamento do córrego Guarará, na avenida Capitão Mário Toledo de Camargo.

Cerca de 125 mil pessoas que moram na região da Vila América serão beneficiadas com a construção do piscinão, que vai combater enchentes em bairros como Jardim Ipanema, Jardim Irene, Jardim Santa Cristina, Jardim Santo André, Parque João Ramalho, Vila Helena, Vila Humaitá, Vila Junqueira, Vila Lutécia, Vila Luzita, Vila Pires, Vila Suíça e Vila Tibiriçá.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Edevanir de Melo Silva disse:

    Parabens ao executivo de Santo André (nobre e competente administrador de Santo André, senhor prefeito Paulinho Serra), sou morador do Pq Marajoara e essa obra viária era muito esperada por nós da região, obra essa q melhorará muito o tráfego na região, e dará um novo visual na região e valorização no ambíto imobiliário da região, e nossa cidade ficará mais linda, mais uma vez Parabéns ao executivo, legislativo, e outras autoridades, estaduais e federais q estão empenhados para q isso se torne um realidade para o povo Andreense.

  2. Marcello Zacharias disse:

    É o BNDES da América do Sul?

  3. Fabiana disse:

    Precisamos urgente dessa obra…e tbem a do aterro sanitário…q.tem um odor insuportável a toda a comunidade ali dessa região…solicitamos a todas as autoridades tbem q.nos de uma solução pra essa causa tão antiga e tão desastrosa…uma x.q o q. Está em jogo é a qualidade do ar q..respiramos! Senhor prefeito Paulo Serra nós de uma solucao!!!!

  4. Gisele disse:

    Graças a Deus essa obra vai sair sou moradora da Av.Anhaia Mello esta um transtorno para guardamos os carros na nossa residência para atravessar a avenida e queremos também lombadas.

  5. Maria Furlaneto disse:

    Parabéns pelo seu empenho Prefeito Paulo Serra só pesso que Santo André fica bonita mas que não moremos debaixo de essas enchentes gigantescas de 20 de março de 2019 vou pagar pra ver .????Bom dia

  6. Paulo disse:

    Jardim Ipanema, Jardim Irene, Jardim Santa Cristina, Jardim Santo André, Parque João Ramalho, Vila Helena, Vila Humaitá, Vila Junqueira, Vila Lutécia, Vila Luzita, Vila Pires, Vila Suíça e Vila Tibiriçá? Único lugar aonde enche é VILA Pires,Vila Humaita,trecho da estrada do Cara Preta o resto e tudo morro ou seja belo pretexto para destruir o unico parque da região comece a destruição as vesperas das eleições e deixe uma herança maldita como o piscinão do paço em sbc e as portas abertas para o PT voltar. façam um piscinão linear na capitão da vila Luzita até o Bruno daniel e teremos um novo corredor e solução das enchentes e um novo parque no terreno da finada semana já arborizado com prédios antigos bem conservados para atividades cultural, mas não preferem fazer a destruição de um parque que sabemos que nunca farao a laje. ficara para a eternidade o buraco.

  7. E a rua Leonardo da Vinci e sua imediações que alagam também como ficam, além de ainda serem de paralelepípedo, passa-se ônibus no local que tem enchente e ninguém faz nada a mais de 20anos, trabalho aqui na vila Bastos e tá tudo lindo aqui para o povo que é rico! E o pessoal que também paga iptu no Homero Thon e jardim Stetel como fica? Aguardo um retorno de alguém ainda antes da eleição.

Deixe uma resposta