Rodoviários de Ponta Grossa fazem acordo e descartam greve

Publicado em: 14 de dezembro de 2019

Ônibus da VCG em Ponta Grossa. Prefeito quer municipalizar o transporte pública com tarifa zero. Foto: Adryan Fernando Muller

Motoristas e cobradores da Viação Campos Gerais receberão reajuste salarial de 2,55%. Prefeitura quer municipalizar transporte público com tarifa zero

ALEXANDRE PELEGI

Motoristas e cobradores da Viação Campos Gerais (VCG) de Ponta Grossa, no Paraná, decidiram em assembleia nesta sexta-feira, 13 de dezembro de 2019, aceitar a proposta da empresa de reajuste salarial.

Com a decisão, está descartada qualquer possibilidade de greve da categoria.

Os trabalhadores terão reajuste de 2,55% além de aumento de 6,7% no vale-alimentação.

Segundo o portal A Rede, cerca de 600 trabalhadores votaram pela aceitação da proposta da VCG.

Enquanto isso, a prefeitura da cidade apresentou à Câmara de Vereadores uma proposta de Tarifa Zero no transporte municipal.

O prefeito Marcelo Rangel anunciou nesta quarta-feira, 11, um projeto para municipalizar o transporte público de Ponta Grossa. A proposta seria de Tarifa Zero, com transporte gratuito para toda a população através da Taxa Social.

Os trabalhadores, por meio do sindicato, temem que o projeto, se aprovado, provocará demissões em massa na VCG, o que foi negado pelo prefeito.

TARIFA ZERO

Em coletiva, o prefeito explicou que a Taxa Social será constituída pelos recursos do Vale Transporte pagos pelos empregadores. “Eles pagavam, em média, cerca de R$ 185 a R$ 190 por trabalhador que utilizava o transporte diretamente à concessionária Viação Campos Gerais (VCG). Com a municipalização do transporte, os empregadores irão direcionar o valor diretamente à Prefeitura, com a novidade de que houve uma redução para R$ 120”, explicou o prefeito.

Apesar da prefeitura de Ponta Grossa ter intenção de aprovar o projeto ainda neste ano, a Câmara ainda analisa o texto em suas comissões.

Isso levou a prefeitura a publicar uma nota em seu site nesta sexta-feira, 13, informando que “em decorrência da retenção do PL 439/2019 em comissões da Câmara e a não apreciação em 2019, a administração levará o objeto da discussão para debates públicos em 2020”.

A proposta, segundo a nota da prefeitura, é realizar audiências públicas durante o primeiro semestre, “apresentando o projeto mais detalhadamente à população, em encontros nas associações de bairros e instituições da sociedade civil organizada”.

Leia a nota na íntegra:


NOTA – Projeto Tarifa Zero

Publicado por imprensa em Sexta-feira – 13/12/2019 – 16:14

Por assessoria

A Prefeitura de Ponta Grossa informa que em decorrência da retenção do PL 439/2019 em comissões da Câmara e a não apreciação em 2019, a administração levará o objeto da discussão para debates públicos em 2020. A proposta é realizar audiências públicas durante o primeiro semestre,  apresentando o projeto mais detalhadamente à população, em encontros nas associações de bairros e instituições da sociedade civil organizada. Dessa forma, a Prefeitura de Ponta Grossa pretende ampliar o debate sobre o projeto junto à população, entidades de classe e demais setores da sociedade, garantindo assim o perfeito entendimento da proposta e fortalecendo a busca pela aprovação da Tarifa Zero em Ponta Grossa.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta