CPTM assina contrato de R$ 46 milhões para fornecimento de dormentes dos trilhos

Publicado em: 13 de dezembro de 2019

Peças devem ter tamanhos variados. Foto: Adamo Bazani

Contratação é por 330 dias e serão ao todo 96,8 mil peças

ADAMO BAZANI

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos homologou uma empresa para fornecer dormentes para os trilhos.

Foi selecionada para o serviço a Promap – Produtos de Madeiras do Pará Ltda no processo licitatório.

O valor do contrato é de R$ 46,6 milhões (R$ 46.685.060,50) e a contratação é por 330 dias.

Os dormentes devem ser de tamanhos variados e para diferentes características, incluindo trechos comuns e com equipamentos, como nas proximidades de onde estão instalados os AMVs – Aparelhos de Mudanças de Via.

De acordo com o edital da licitação, neste período de 330 dias, a empesa terá de fornecer 96.800 dormentes.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Renato disse:

    E os dormentes de concreto empilhados na estação Mauá e Ipiranga, há anos sem uso, poderiam dar uma finalidade para eles

    1. Artur Alvim , antes de Itaquera, tem de montão e de concreto, Renato, no meio da via, na curva

  2. Oi Renato, acima, >> realmente, eu vi também dormentes de concreto armados, ali entre a Alvim e Itaquera, de grande monta….não serviria?? Estes dormentes solicitados, espero que tenham certificado de plantação sustentável,,,já que lá é o estado com maior numero de queimadas e devastação, ao sul….todo mundo sabe disso, só o Bolsonaro e o Salles que ignoram

Deixe uma resposta