Viação Gato Preto renova a frota com 27 ônibus Volvo

Publicado em: 10 de dezembro de 2019

Os ônibus foram financiados por meio do Banco Volvo. Foto: Divulgação.

Segundo montadora, coletivos começam a operar nos próximos dias

JESSICA MARQUES

A Viação Gato Preto, que opera no transporte coletivo na zona Oeste da capital paulista, está renovando a frota com 27 novos ônibus. Os veículos possuem chassi Volvo B250RLE e começam a operar nos próximos dias, segundo nota da montadora.

A empresa possui frota de mais de 400 ônibus, com mais de 2 mil funcionários responsáveis pela operação que é controlada por duas garagens: uma na Vila Jaguara, que atende o lote AR8 do novo contrato de transporte municipal de São Paulo; e outra no Jaguaré, que atua na área 1 (lotes E1 e AR1) e área 8 (lote AR8).

Ao todo, a empresa opera 44 linhas na região Sudoeste da cidade. A frota percorre 2,2 milhões de quilômetros mensais, entre corredores exclusivos e também dentro dos bairros. Transporta aproximadamente 6 milhões de passageiros por mês, sendo que a frota Volvo responde por 1,5 milhão do total de passageiros, segundo Andrea Trentim, da Viação Gato Preto.

Os ônibus foram financiados por meio do Banco Volvo, com participação da Volvo Financial Services, segundo informações da fabricante.

“As novas unidades adquiridas pela empresa têm motor de 250 cv, com tecnologia ainda mais avançada do que os modelos anteriores. Com maior eficiência, realizam o mesmo trabalho, porém com menor consumo de combustível”, disse, em nota, o diretor comercial de ônibus Volvo no Brasil, Paulo Arabian.

Os novos ônibus Volvo destinam-se a linhas com topografia variada, com distâncias variando de 10 a 40 quilômetros. Algumas delas chegam a movimentar 20 mil passageiros por dia.

A Gato Preto também conta com o suporte do concessionário Volvo em São Paulo, a Auto Sueco.

“O concessionário atua com o programa VED – Volvo Equipe Dedicada, realizando reuniões periódicas entre profissionais da Gato Preto e da Volvo para assegurar o permanente bom desempenho da frota da marca”, disse o gerente de vendas de ônibus Volvo em São Paulo, Humberto Costa.

Confira as imagens dos veículos novos:

ejlY7UDtkX5RxvazmpEZ9yQIrMq2VLm96Ci4fvIQ8nR5KjpWPZ3TwZMaFkbA8op2LH7YqU5T1f9jWCgVmfHbYLZARM0l4k8QxyPiETrsbQB68Y4qWiNCcd1yZVvjLFOhpx

HISTÓRIA DA EMPRESA

A Viação Gato Preto foi criada em 1927, quando seu fundador, Luiz Gatti, dirigia um caminhão pela via Anhanguera transportando carvão para um bairro chamado Gato Preto. Como não havia transporte público para aquela região, na volta ele dava carona para pessoas que faziam o percurso a pé.

Percebendo que havia ali uma oportunidade de negócio, adquiriu um ônibus e começou a atender a população da região. Sendo seu primeiro motorista, fundou a empresa com o sugestivo nome de Gato Preto, que rapidamente cresceu e ganhou aliadas, formando um grupo para operar o transporte coletivo na capital de São Paulo. 

Com o tempo as empresas da família passaram por processos de fusão, venda, incorporação e desdobramentos, chegando a 1993 com duas marcas, que mantêm até hoje: Viação Gato Preto e Gatti Transportadora Turística, fundada em 1963, especificamente para realizar serviços de fretamento.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. João disse:

    Excelente matéria, sempre é agradável conhecer a história dos transportes no Brasil e em vários Estados é Município, com a informação das distância em um País com proporções continentais. Boa noite.

  2. Maurício H Collaneri disse:

    Saudades da Empresa Auto Ônibus Anastácio substituída pela excelente Santa Brígida em parte de Pirituba e a Transcolapa linha vila Mariana Lapa, isso lá na década 70. Naquele tempo era comum reformar ônibus e quando eles faziam isso dava impressão que o carro estava saindo da concessionária. Caio Jaraguá, 0321, 0352 e 0362 eram as estrelas.

    1. Paulo Gil disse:

      Maurício H Collaneri, boa noite.

      Êeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

      Essa escalçao que você deu ai era tudo do Sr. Luiz Gatti, dessas eu também tenho uma saudade enoooooooooooooooooooooooorme.

      Catracas cromadas, renovação inteira de frota de uma só vez e até saiu uma matéria no jornal que até hoje eu lembro, o título era:

      ” O asseados ônibus da Viação Gato Preto”

      Um salve para o Sr. Luiz Gatti, a categoria e o capricho que ele tinha, nunca teve e nunca terá igual.

      Só discordo de você em um item:

      “Caio Jaraguá, 0321, 0352 e 0362 eram as estrelas”.

      ERAM NÃO, É E SEMPRE SERÃO AS ESTRELAS

      Abçs,

      Paulo Gil

  3. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Fiquei muito triste porque a Gato não levou um buzão com pintura nova na BBF-2019, se já tinha buzão na garagem do Jaguaré.

    É muita coincidência aquisição de Volvo e o lacre de acrílico nas placas traseiras; ninguém me tira da cabeça que a Gato é da Santa Brígida fe já faz um tempão.

    Essa Gato não tem e nunca teve a cara da legítima Gato.

    Mas esse é só um pensamento Paulo Gil.

    Se alguém puder tirar essa minha dúvida eu agradeço.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta