Faixa exclusiva da Avenida Goethe, em Porto Alegre, entra em operação nesta quarta-feira

Publicado em: 10 de dezembro de 2019

Trecho terá cerca de 400 metros. Foto: EPTC/PMPA.

Exclusividade estará em vigor das 6h às 9h e das 16h às 20h

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Porto Alegre informou, por meio de nota, que a faixa exclusiva da Avenida Goethe entra em funcionamento nesta quarta-feira, 11 de dezembro de 2019, das 6h às 9h e das 16h às 20h.

Segundo a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), o trecho, de 400 metros, deverá ter redução de 67% no tempo de deslocamento e dois minutos e 50 segundos a menos no tempo de viagem.

“Serão beneficiados cerca de 62 mil usuários das oito linhas que passam no local. Além disso, as qualificações viárias implantadas, com espaços específicos para pedestres, ciclistas, transporte coletivo e automóveis, caracterizam o trecho no conceito de ruas completas.”

A faixa da Goethe dá continuidade ao projeto de novos trechos exclusivos, já implementados nas avenidas Independência e Mostardeiro. Foram instaladas no local novas travessias de pedestres, sendo uma delas com semáforo, e reformadas as que já estavam construídas. Também foi colocada sinalização tática e ampliada a ciclovia da Goethe.

“O projeto foi elaborado com base no conceito de ruas completas, com espaço para cada modal, o que representa mais segurança e uma convivência harmônica entre as pessoas que circulam pelo local”, explicou, em nota, o secretário extraordinário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello.

A priorização do transporte coletivo pela Prefeitura vai dobrar o número de faixas exclusivas em Porto Alegre. O projeto foi pensado para qualificar o sistema de transporte, reduzir os tempos de viagem, dar mais eficiência ao serviço e diminuir os riscos de acidentes. Serão beneficiados diariamente 450 mil usuários.

A Prefeitura informou que até março de 2020, vão ser implantados 22 quilômetros de faixas exclusivas em 16 trechos, o que representa um aumento de 130% em relação aos 17 quilômetros já existentes. A medida deverá também atrair novos passageiros.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta