Mais uma comissão da Câmara Municipal de São Paulo aprova a obrigatoriedade de banheiros químicos em pontos finais de ônibus

Publicado em: 28 de novembro de 2019

Ônibus em São Paulo. Pela proposta, instalações seriam bancadas por empresas

Matéria já passou ​​por três comissões e deve ser votada em plenário

ADAMO BAZANI

A “Comissão de Trânsito, Transporte e de Atividades Econômicas” da Câmara Municipal de São Paulo aprova um projeto de lei que determina a implantação de sanitários químicos em pontos finais de ônibus na capital paulista que não possuem estrutura de terminal ou áreas com banheiros fixos nas proximidades.

O projeto de número 72 de 2019 é de a autoria do vereador Ricardo Teixeira e, segundo a justificativa, tem o objetivo “de oferecer maior comodidade aos fiscais de linha, motoristas e cobradores de ônibus e micro-ônibus que atuam no sistema de transporte coletivo em São Paulo, ofertando instalações físicas em locais apropriados para que os profissionais possam satisfazer suas necessidades fisiológicas durante a jornada de trabalho.”

O substituto ao projeto original, que prevê os banheiros químicos custeados pelas empresas de transporte, já recebeu parecer favorável de outras duas comissões: “Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa” e “Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente”.

A proposta ainda vai ser analisada pelo plenário.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta