Maceió: Motoristas do transporte complementar protestam contra clandestinos

Publicado em: 27 de novembro de 2019

Transporte complementar de Alagoas sofre com ação de clandestinos. Foto: Divulgação

Paralisação alcança 90% da categoria em todo o estado de Alagoas, afirma sindicato

ALEXANDRE PELEGI

Uma paralisação de motoristas do transporte complementar em Maceió no início da manhã quarta-feira, 27 de novembro de 2019, protesta contra os clandestinos que atuam nos municípios do interior do estado de Alagoas.

A categoria cobra mais empenho na fiscalização.

A alegação dos motoristas que interromperam sua atividade nesta manhã é que a atuação do transporte irregular está inviabilizando o trabalho, gerando perda na receita.

Em declaração ao portal Gazeta, Maercio Ferreira, presidente do Sindicato dos Transportadores Complementares de Passageiros de Alagoas (Sintracomp-AL), afirma que o número de transporte clandestino aumentou muito. “Estamos cobrando dos órgãos competentes que façam uma força-tarefa para combater esse tipo de transporte“, afirmou o líder sindical.

Ainda segundo os motoristas, a paralisação dos transportes que atuam no estado chega a 90%.

Reunidos no Terminal Rodoviário João Paulo II, no bairro do Feitosa, em Maceió, o protesto deve seguir até a Assembleia Legislativa Estadual (ALE), passando pelo Palácio da República e pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL).

A previsão, segundo o portal Gazeta de Alagoas, é que a paralisação deve durar todo o dia. Uma audiência prevista para acontecer na Assembleia Legislativa deve orientar uma posição da categoria em relação à continuidade dos protestos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta