Governo do Rio de Janeiro garante retorno de 17 dos 40 trens da SuperVia retirados de circulação

Publicado em: 21 de novembro de 2019

Os trens foram tirados de circulação porque foram detectados problemas em série nas caixas de tração. Foto: Divulgação.

Segundo a Secretaria de Estado de Transportes, composições voltam até o próximo domingo

JESSICA MARQUES

O Governo do Estado do Rio de Janeiro garantiu à mídia local o retorno de 17 dos 40 trens da SuperVia retirados de circulação na segunda-feira, 18 de novembro de 2019.

Conforme publicado pelo portal Extra, a Setrans (Secretaria de Estado de Transportes) garantiu que os trens voltarão a operar no sistema depois que passarem por manutenção nas caixas de tração.

Os trens foram tirados de circulação porque foram detectados problemas em série nas caixas de tração (engrenagem que transmite energia do motor para eixo e rodas). Segundo a SuperVia, porém, os trens ainda estão em fase de garantia de fábrica.

Relembre: Supervia retira 40 trens chineses de circulação por problemas nas caixas de tração

Ainda de acordo com a Setrans ao portal Extra, mais seis composições retornam à frota entre os dias 24 e 30 de novembro totalizando 23 trens de volta à operação. Todos os 40, após passarem por revisões, deverão estar em plena operação até 17 de janeiro de 2020, ainda segundo a Pasta.

O cronograma foi acertado em reunião com representantes do Consórcio CRRC, da Central Logística, da SuperVia e da Agetransp. Além disso, segundo a publicação, a Setrans determinou ao grupo chinês CRRC (China Railway Construction Corporation) que, após os reparos emergenciais, seja feita a substituição das caixas de engrenagem de todos os 70 trens adquiridos na licitação de 2011.

Por conta da retirada dos trens, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou nesta segunda-feira, 18 de novembro de 2019, que determinou ao secretário de Transportes o aumento dos trens no metrô e de ônibus intermunicipais para compensar problemas com a SuperVia.

Relembre: Governador do Rio de Janeiro promete aumentar viagens de metrô e ônibus para compensar problemas da SuperVia

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta