Mercedes-Benz esclarece que é mentiroso áudio de WhatsApp que diz que toda a produção está vendida até maio de 2021

Publicado em: 11 de novembro de 2019
ônibus

Ônibus Mercedes-Benz. Mercado se recupera e há espaço para encomendas. Foto: Adamo Bazani

Mensagem com cunho político, sem identificação e com erros de português acabou iludindo muita gente do setor de transportes

ADAMO BAZANI

No final de semana circulou no aplicativo de mensagens WhatsApp e em redes sociais, um áudio no qual um homem sem identificação afirmava que a situação econômica  do País está tão boa que o presidente da Mercedes-Benz no Brasil & Daimler Latin America, Philipp Schiemer, teria dito que até março ou maio de 2021, toda a produção de caminhões e ônibus já estava vendida e que não conseguiria mais atender novos pedidos.

A montadora esclareceu que este áudio é mentiroso.

Philipp Schiemer realmente participou em 04 de novembro do evento da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), mas segundo a Mercedes-Benz não falou nada disso.

O executivo apenas falou das boas perspectivas com a retomada do aquecimento econômico e de investimentos, mas não que a fábrica não tem condições de atender a novos pedidos.

O áudio foi amplamente compartilhado e muitos acreditaram apesar de sinais como: tom evidentemente político, erros grosseiros de português, narração em ritmo amador, ataque à imprensa e sem identificação do autor.

A orientação é de que as pessoas que queiram se informar do mercado de veículos e da mobilidade busquem mídias sérias, como o próprio Diário do Transporte e tantos outros sites, jornais e revistas que não são feitos por fãs, amadores ou pessoas partidárias, mas por profissionais formados em comunicação por meio de curso superior e que têm a noção de sempre apurar as informações e a elas dar crédito.

Normalmente, as notícias falsas (o termo da moda é Fake News) são tão ilógicas que qualquer um se pensar direito não cai nelas. Se uma empresa tivesse mesmo com a produção comprometida por um ano e meio, claro que ela não ia ficar parada: ia investir em ampliação da linha, plantas provisórias, mão de obra, tudo, menos  não ia colocar o seu presidente para dizer que não tem condições de atender à demanda.

No esclarecimento, a Mercedes-Benz  diz que tem plenas condições de atender a pedidos tanto de ônibus, caminhões e de vans.

Aúdio Fake nas Redes Sociais

 

Esclarecimento da Mercedes-Benz do Brasil

 

  • A Mercedes-Benz do Brasil participou no dia 4 de novembro de evento da Associação Empresarial de Joinville (Acij) para abordar temas como a competitividade do setor de veículos comerciais no País.

 

  • Foram comentadas também a evolução do mercado de caminhões e ônibus em 2019, a liderança da Mercedes-Benz nesses segmentos e as boas expectativas para os próximos anos, caso as reformas sejam colocadas em prática.

 

  • Contudo, um áudio nas redes sociais propaga que, durante esse evento, a Empresa teria afirmado que toda a sua produção de caminhões já estaria vendida até 2021.

 

  • Esclarecemos que essa afirmação não procede.

 

  • Gostaríamos muito que o mercado brasileiro estivesse tão positivo a ponto de esgotar a nossa produção. Mas reforçamos que estamos diante de mais uma “Fake News”.

 

  • Nesse sentido, pedimos que nossos públicos de relacionamento sempre chequem toda e qualquer informação que envolva o nome da nossa Empresa.

 

  • Fake News é um mal para toda a sociedade.

 

  • Os nossos clientes podem ficar tranquilos. Garantimos que temos como atender os seus pedidos em nossas fábricas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. O Brasileiro ainda é muito inocente ao navegar na Internet muitas pessoas se informam pelo WhatsApp e Facebook onde há muitas páginas falsas , e o pior de tudo é que ainda compartilham mensagem falsas

    1. Elis disse:

      É um povo burro mesmo! Deixa ser enganado quando convém. Divulgaram este fake pra mostrar que o Brasil está bem, mesmo sabendo que não. É lamentável!

  2. Maria Ely Machado Coelho disse:

    Recebi esse áudio e por isso resolvi pesquisar. Não acreditei na veracidade do discurso.

  3. Enoc Silva Menezes disse:

    Será que a Mercedes Benz está falando a verdade? pois pedi uma Sprinter 15+1 teto alto Stander em maio do ano passado na consecio ária Rodobens de Salvador fiquei esperando 6 meses com minha empresa parada ,em todo tempo entrando em contato com a vendedora Ana Cristina, ela me dizia que o mês seguinte estaria chegando,no sexto mês preucurei a mesma que não tinha previsão da entrega,tive que comprar o carro na Rodobens de Jaboatão dos Guararapes pagando R$ 5,500,00 mas caro,tive um enorme prejuízo, durante os 6 meses pagando a prestação do meu consórcio,tive despesas com hotel, passagem aérea e hotel, ontem liguei pra mesma loja na ente cão de comprar outro veículo e dessa vez a Mercedes Benz só entregando de fevereiro a março de 2020.

    Obs,tenho toda documentação em mãos para prova o que passei

    1. Joaquim Ramos disse:

      Amigo, o mercado brasileiro está muito volátil e intermitente, isto quer dizer que as transações comerciais ora estão em alta, ora estão em baixa. As montadoras , como quase todas as empresas no Brasil ao ter suas demandas em queda resolveram adequar a produção e a mão de obra, sendo que ao oscilar para baixo as vendas, conseguimos produtos rapidamente, e como no seu caso oscilando as vendas para alta coincidentemente o pedido de compra torna se um martírio. Isto é tudo temporário, o Brasil vai demorar muito para sair da merda em que está.

  4. Gottlieb Daimler e Karl Benz…se juntaram e criaram um motor mais possante, que corria a 80km, em 1886..deu nome de Mercedes filha de um amigo Mercedes Adrienne Jellinek ,,.

Deixe uma resposta