Anac solicita prorrogação do prazo para entrega de propostas do ‘People Mover’ para dezembro

Publicado em: 7 de novembro de 2019

Apesar de a solicitação ter sido feita, cabe ao governo avaliar e aprovar, ou não, esta prorrogação. Foto: Adamo Bazani / Diário do Transporte.

Meio de transporte será utilizado para fazer ligação por trilhos entre Linha 13 – Jade e terminais do Aeroporto de Guarulhos

JESSICA MARQUES

A GRU Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na região Metropolitana de São Paulo, informou em nota que a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) solicitou a prorrogação do prazo para entrega de propostas do “People Mover” para dezembro.

A informação foi confirmada pela empresa na tarde desta quinta-feira, 07 de novembro de 2019, ao Diário do Transporte.

O meio de transporte será utilizado para fazer ligação por trilhos entre Linha 13 – Jade da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e terminais do Aeroporto de Guarulhos.

“A GRU Airport, concessionária responsável pela administração do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, informa que, atendendo à maioria dos proponentes do “People Mover” e com o intuito de possibilitar uma maior qualidade na elaboração dos projetos, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) solicitou a prorrogação do prazo de entrega das propostas para dezembro deste ano”, informou, em nota enviada ao Diário do Transporte.

“A GRU Airport esclarece que o processo depende de validação do órgão do governo para escolher a empresa que implantará o sistema de conexão rápida entre a estação de trem da CPTM e os terminais de passageiros do aeroporto internacional”, informou também.

À semelhança de um “monotrilho”, o APM – Automated People Mover é um sistema que conta com guias laterais e condução autônoma, habitualmente usado em pequenas distâncias e demandas restritas.

Atualmente, quem desembarca dos trens é transportado por ônibus cedidos pela concessionária do aeroporto GRU Airport.

HISTÓRICO

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou em 28 de maio de 2019 que a linha 13 Jade da CPTM ligada aos terminais por meio de um meio de transporte que tem semelhança com o “monotrilho”.

As obras estavam previstas para iniciar em setembro de 2019 e, pela promessa, devem ser entregues em maio de 2021, segundo o governador. Entretanto, Doria chegou a afirmar que as obras ficariam prontas em dezembro de 2020.

O governo do Estado de São Paulo diz ainda que os investimentos de implementação serão de R$ 175 milhões, de responsabilidade da Gru Airport. O valor será abatido da outorga do aeroporto que a empresa paga pela concessão.

A extensão será de 2,6 km com ambas vias acessadas simultaneamente pelos passageiro. Serão quatro paradas (estação CPTM, terminal 1, terminal 2 e terminal 3). O tempo de trajeto será de seis minutos, de acordo com o anúncio.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    Olha a enrolação…

  2. Paulo Bolliger Lane disse:

    Mais uma vez a Concessionária GRU adia a implantação. Já deveria ter feito há muito tempo e continua “empurrando com a barriga”. Uma falta de respeito para os usuários que pagam muito para usar os serviços e o poder público aceita a enrolação.

  3. José Luís disse:

    Quem se lembra do desenho da TARTARUGA TUCHÊ.
    Pois é, o o GRU Guarulhos consegue ser mais lento do que ela.

Deixe uma resposta