BYD informa que ônibus elétrico rodoviário Marcopolo terá carregamento em até quatro horas

Publicado em: 7 de novembro de 2019

Veículo será apresentado em evento de fretamento da Fresp, realizado a partir desta sexta-feira em Atibaia (SP)

JESSICA MARQUES

A fabricante de veículos elétricos BYD informou, por meio de nota, que o ônibus elétrico rodoviário Marcopolo terá carregamento em até quatro horas. Além disso, a autonomia será de 400 quilômetros.

Com carroceria Marcopolo Viaggio 1050 e chassi modelo BYD D9F, produzido no Brasil pela BYD, o ônibus é 100% elétrico e chega ao mercado com 402 cv de potência.

O veículo contará com dois motores elétricos BYD – 2912TZ -XY-A integrados às rodas do eixo traseiro, conforme noticiado pelo Diário do Transporte.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/11/04/onibus-rodoviario-eletrico-marcopolo-byd-tem-402cv-e-motores-no-eixo-traseiro/

O ônibus será um dos destaques da marca no evento Fretamento 2019, que será realizado, de 08 a 10 de novembro pela ANTTUR – Associação Nacional dos Transportadores de Turismo e Fretamento e pela FRESP – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo, em Atibaia (SP).

Com tema Gestão da Inovação, o “Fretamento 2019” discutirá o impacto de mudanças na mobilidade urbana e, consequentemente, no fretamento, um dos componentes da mobilidade.

O veículo foi desenvolvido para operações de fretamento e linhas rodoviárias de curta e médias distâncias, segundo a BYD.

“Cada ônibus a diesel substituído por um elétrico é um ganho para o planeta. No Brasil ainda estamos começando esta nova era, mas países da Europa, assim como os EUA, além da China e Chile, por exemplo, já mostram que a eletrificação da mobilidade não é o futuro, mas sim o presente”, afirmou Adalberto Maluf, Diretor de Marketing, Sustentabilidade e Novos Negócios da BYD Brasil, em nota.

O ônibus Viaggio 1050 100% elétrico tem 12.900 mm de comprimento e capacidade para 44 passageiros. O veículo é equipado com sistema de ar-condicionado, dispositivo de poltrona móvel para total acessibilidade, sistemas de som e entretenimento e tomadas USB em todas as poltronas.

“Para os passageiros, além do silêncio proporcionado pelo veículo elétrico, o conforto será garantido com a utilização de uma suspensão integral a ar. No fator segurança, destaca-se a utilização do sistema de freios a disco, ABS e controle de tração de última geração”, informou a BYD, também por meio de nota.

Confira os detalhes do chassi BYD D9F:

  • Autonomia de até 400 km;
  • Cinco anos de garantia para o trem de força: motores elétricos e caixa de redução;
  • Carregamento fácil em até quatro horas;
  • Baixo consumo energético;
  • Zero emissão de poluentes e ruídos;
  • Oito anos ou 500 mil km de garantia para a bateria;
  • Baixo custo de manutenção;
  • Dois Motores elétricos BYD – 2912TZ -XY-A de 402 cv de potência integrados às rodas do eixo traseiro;
  • Chassis tubular: Não necessita alongamento para carrocerias de até 13,2 metros;
  • Estrutura em aço de alta resistência à torção e à flexão;
  • Freios a disco com sistema ABS e controle de tração;
  • Certificados ISO 9001/2015 e ISO 14001/2015.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    Tomara que empresas se interessem, acho que e o futuro pra fretados e urbanos.

  2. Maurício H Collaneri disse:

    Tanta coisa pra acertar. Custos e praticidade. Imagina uma empresa com quase 1000 ônibus e garagens para mais de 500 carros. Como recarregar tudo isso? Tem muito que melhorar. Tá batendo na trave.

Deixe uma resposta