No acumulado do ano, produção de ônibus no Brasil cai 3,7%, segundo Anfavea

Publicado em: 6 de novembro de 2019

Mercedes-Benz continua liderando entre as montadoras. Foto: Divulgação.

De janeiro a outubro de 2018 foram produzidas 25.361 unidades, frente a 24.433 no mesmo período deste ano

JESSICA MARQUES

No acumulado do ano, a produção de ônibus no Brasil caiu 3,7%, segundo levantamento divulgado pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) divulgado nesta quarta-feira, 06 de novembro de 2019.

De acordo com a Anfavea, de janeiro a outubro de 2018 foram produzidas 25.361 unidades, frente a 24.433 no mesmo período deste ano, considerando modelos urbanos e rodoviários.

Em urbanos, houve aumento de 0,4% no número de unidades produzidas, passando de 19.664 para 19.737 na comparação dos períodos. Por sua vez, os ônibus rodoviários apresentaram queda de 17,6% na produção, de 5.697 para 4.696.

Considerando a produção de ônibus de outubro de 2018 com o mesmo mês deste ano, por sua vez, a Anfavea aponta um crescimento de 14,7%, passando de 2.310 unidades para 2.650.

De setembro para outubro deste ano, o aumento foi de 9,8% na produção, passando de 2.413 ônibus produzidos para 2.650.

Confira os detalhes:

produ

EXPORTAÇÕES

Segundo a Anfavea, as exportações de ônibus apresentaram queda de 19,7% no acumulado do ano, passando de 7.115 para 5.716 unidades montadas no Brasil e vendidas para o exterior.

export.png

LICENCIAMENTO

O total de veículos novos licenciados apresentou novamente números positivos com relação a ônibus.

De acordo com a Anfavea, houve um aumento de 42,7% no licenciamento desse tipo de veículo, passando de 12.159 unidades de janeiro a outubro de 2018 para 17.353 no mesmo período desse ano.

A Mercedes-Benz continua liderando entre as montadoras. Confira o ranking de marcas, de acordo com a Anfavea:

1º) Mercedes-Benz: 9.000 unidades, alta de 41,9%

2º) MAN/Volkswagen: 4.728 unidades, alta de 101,7%

3º) Agrale (inclui os miniônibus da Volare): 1.941 unidades, alta de 31,8%

4º) Volvo: 614 unidades, alta de 96,2%

5º) Scania: 740 unidades, alta de 23,5%

6º) Iveco (inclui os miniônibus CityClass):223 unidades, queda de 76,6%

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta