Sindicato entra na Justiça para garantir verbas rescisórias de trabalhadores da Viação Piracema, no interior de São Paulo

Publicado em: 24 de outubro de 2019

Sindicato realiza homologações dos ex-funcionários na empresa Piracema. Foto: Divulgação.

Empresa operava linhas em Salto de Pirapora, Sorocaba e Araçoiaba da Serra, mas foi substituída pela empresa São João

JESSICA MARQUES

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou, em nota, que entrou na Justiça para garantir aos trabalhadores o recebimento de todas as verbas rescisórias devidas pela Viação Piracema, que atuou no interior de São Paulo.

A empresa operava linhas em Salto de Pirapora, Sorocaba e Araçoiaba da Serra, mas foi substituída pela Viação São João em agosto deste ano, após uma greve que durou 33 dias por atraso de pagamentos.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/08/08/apos-greve-de-quase-um-mes-viacao-sao-joao-assume-linhas-da-piracema-no-interior-paulista/

Desta forma, o departamento jurídico do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região começou a fazer nesta terça-feira, 22 de outubro de 2019, a homologação de todos os 50 trabalhadores que foram demitidos pela empresa Piracema por conta da troca de empresa no transporte intermunicipal de Salto de Pirapora promovida pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo).

“As homologações estão sendo realizadas na sede do Sindicato em Sorocaba e irão até quinta-feira, 24. A homologação é o primeiro passo para os trabalhadores poderem sacar o FGTS depositado e, aos que não quiseram participar da transição, darem entrada no seguro desemprego”, informou o sindicato, em nota.

Além disso, o sindicato informou ainda que os trabalhadores não estão recebendo as verbas rescisórias que têm direito “porque a empresa Piracema afirmou que não tem condições financeiras de arcar com esse pagamento na íntegra e de imediato”.

Diante disso, o Sindicato procurou a empresa e acertou a formalização das homologações e das baixas no contrato de trabalho na carteira (CTPS).

A entidade sindical também informou que já pediu à Justiça o arresto de bens da empresa Piracema. O Diário do Transporte aguarda posicionamento da empresa sobre os pagamentos e a respeito da apreensão judicial das posses.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta