Manaus prorroga intervenção financeira no transporte coletivo por 90 dias

Publicado em: 22 de outubro de 2019

Foto: Maria Clara

Primeira intervenção encerrou domingo, 20, e relatório será encaminhado agora à Câmara de Vereadores

ALEXANDRE PELEGI

A Prefeitura de Manaus decretou por mais 90 dias a Intervenção Financeira nos Contratos de Concessão do Serviço Público de Transporte Coletivo Urbano.

Publicada no dia 18 de outubro no Diário Oficial do Município, a prefeitura aumenta assim a pressão sobre as atuais operadoras de transporte da capital amazonense.

Como mostrou o Diário do Transporte, a intervenção foi decretada no dia 22 de julho de 2019 por um prazo de 90 dias, encerrado domingo, 20 de outubro. Relembre: Prefeitura de Manaus anuncia intervenção financeira nas empresas de ônibus por 90 dias

Em entrevista coletiva à época, o prefeito Arthur Virgílio afirmou que ao longo do tempo, e dependendo do que for apurado, poderia tomar medidas mais duras contra as empresas de ônibus, e que a atitude era para tentar abrir o que chamou de “caixa-preta dos transportes”.

O relatório referente aos primeiros 90 dias da intervenção deve ser encaminhado agora à Câmara Municipal de Manaus.

O sistema de Manaus tem cerca de 1500 ônibus e é operado pelas empresas Açaí Transportes Coletivos, Expresso Coroado, Global Green, Líder, Viação São Pedro, Vega, Via Verde e Eucatur Urbano.

manaus_intervencao_c.png

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    A caixa preta do buzão do Barsil; nem a maior fabricante internacional de caixas pretas de aviação, consegue decodificar.

    PREVISIVELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

    Rsssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

    Mas um contador habilitado decifra; é só fazer a contabilidade REAL.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta