Reformas de pontos de ônibus em São Paulo começam nesta segunda, 21

Publicado em: 19 de outubro de 2019

Paradas de ônibus em São Paulo devem passar por revitalização. Foto: Arquivo/Meramente Ilustrativa

Inicialmente, serão 43 estruturas que devem ser consertadas. Obras devem terminar em março de 2021

ADAMO BAZANI

A partir desta segunda-feira, 21 de outubro de 2019, 43 paradas de ônibus de grande movimentação na cidade de São Paulo serão reformadas.

A primeira parada será a que fica no Viaduto Brigadeiro Luís Antônio, s/n.

As obras devem ser entregues até março de 2021 e a previsão é de que custem R$ 13 milhões.

Em suas redes sociais, a empresa Otima, concessionária dos pontos e abrigos, que explora comercialmente os espaços, diz que as paradas terão novos painéis que informam a previsão de chegada dos ônibus e outros equipamentos para melhorar a acessibilidade e a iluminação.

No próximo dia 21 de outubro, a Otima dará início a um projeto de reforma e revitalização de estações de embarque e desembarque instaladas em diversos corredores da cidade de São Paulo.

Serão reformadas 43 estações do modelo Barbosa & Corbucci, com previsão de duração de 18 meses.

A obra contempla ainda a instalação de painéis publicitários e painéis digitais com informações relevantes para a população, incluindo as linhas que operam nos locais, a previsão de chegada, entre outras informações, além da adequação de todas as estações quanto a acessibilidade, oferecendo uma espera mais confortável e segura ao usuário do transporte coletivo.

A primeira obra iniciará na parada do Viaduto Brigadeiro Luís Antônio, s/n.

CÂMERAS EM 120 PARADAS DE ÔNIBUS:

Além desta reforma, outra expectativa em relação às paradas de ônibus da cidade de São Paulo é a instalação de 240 câmeras de monitoramento em 120 abrigos.

Como mostrou o Diário do Transporte com exclusividade, a SMSU – Secretaria Municipal de Segurança Urbana de São Paulo e a empresa Otima firmam um convênio para a implantação dos equipamentos.

Os abrigos escolhidos serão os que possuem publicidade e sinal de wi-fi.

Os locais serão definidos pela SMSU com base em estatísticas criminais.

As imagens serão geradas em tempo real por meio da plataforma na City Câmeras, da cidade de São Paulo.

Segundo a proposta, a Otima só vai ser responsável por ceder os espaços, sem necessidade de investimentos nos equipamentos.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/10/07/sao-paulo-deve-ter-240-cameras-de-seguranca-em-120-pontos-de-onibus/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    So não se esqueçam dos pontos muito detonados da Avenida Guapira, entre o Jaçanã e o Tucuruvi, desde a Igreja / Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus até a Caixa D’Água / Reservatório SABESP entre o Pq. Vitória e a Vila Gustavo! Ok!!!😆

  2. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    É na Area 2 – Zona Norte!

  3. Roberto Tadeu Gorios disse:

    MUITOS ABRIGOS VOCÊ NÃO SE PROTEGE NEM DO SOL E NEM DA CHUVA,MAL PROJETADO,ALEM DE NÃO LAVAREM OS ASSENTOS.

  4. Rodrigo Zika! disse:

    Lembrando que muitos pontos ainda são antigos em avenidas de periferias, ai trocam alguns da avenida e outros não, um absurdo, infelizmente a maioria do povo pobre não sabe os direitos que possuem como cidadãos e não reclamam, quando retiraram o ponto onde pego ônibus todo dia e demoraram pra repor, reclamei no site da SPTrans e recolocaram novamente na época.

Deixe uma resposta para Rodrigo Zika! Cancelar resposta