Mercedes-Benz anuncia na Fenatran vendas da nova linha da Sprinter a partir desta segunda-feira, 14

Publicado em: 13 de outubro de 2019

Diretor de vendas e marketing de vans da Mercedes-Benz, Jefferson Ferrarez, diz na Fenatran que haverá condições de financiamento

Preços variam entre R$ 130,7 mil e R$ 178,9 mil, dependendo da configuração

JESSICA MARQUES

Colaborou Adamo Bazani

A Mercedes-Benz anunciou na 22ª Fenatran – 22º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas, neste domingo, 13 de outubro de 2019, em São Paulo, que as vendas da nova linha da Sprinter começam nesta segunda-feira (14) em todo o País.

Os preços do veículo variam entre R$ 130,7 mil e R$ 178,9 mil, dependendo da configuração, de acordo com o diretor de vendas e marketing de vans da Mercedes-Benz, Jefferson Ferrarez.

“Na linha de chassi, a gente começa a comercializar a partir de R$ 130,7 mil; a linha de furgão a partir de R$ 142,2 mil e a linha de Sprinter passageiro a partir de R$ 178,9 mil” – disse o executivo, que ainda afirmou que nesta segunda-feira, serão apresentados pacotes de financiamento pelo banco da Mercedes-Benz

Há versões chassi com carroceria aberta de carga, furgão e para transportes de passageiros.

O Diário do Transporte esteve na apresentação do modelo na região Metropolitana de Curitiba, em 26 de setembro.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/09/26/mercedes-benz-lanca-nova-linha-da-sprinter/

Segundo a Mercedes-Benz, entre os destaques do veículo estão painel multimídia MBUX com tela sensível ao toque e espelhamento de celular (opcional), ABA (Assistente Ativo de Frenagem), Attention Assist e Assistente de Partida em Rampa. O modelo também conta com direção elétrica e partida sem chave.

Ainda de acordo com a montadora, os motores estão mais potentes para as três versões de tamanho:

– 314 CDI Street (motor de 143 cv a 3.800 rpm e torque de 33,7 kgfm entre 1.200 e 2.400 rpm), – 416 CDI e 516 CDI (motor de 163 cv a 3.800 rpm e torque de 36,4 kgfm entre 1.200 e 2.400 rpm). O PBT chega agora a 4.100 kg, o que resulta em 220 kg a mais em relação ao atual 415, aumentando assim a capacidade de carga líquida do veículo.

A empresa detalhou alguns dos itens que considera diferenciais ou exclusivos do veículo:

Assistente Ativo de Frenagem (ABA – Active Brake Assist): tecnologia exclusiva da Mercedes-Benz que identifica objetos estáticos e móveis na via e também pedestres e ciclistas. À medida em que a Sprinter se aproxima do veículo à frente, o ABA emite sinais de alerta ao motorista (visual e sonoro) para que ele diminua a velocidade a fim de evitar uma eventual colisão.

Se o motorista não reage aos sinais de alerta, o sistema reduz a velocidade do veículo e dá início à frenagem emergencial de maneira autônoma, chegando até à parada total, se necessário.

O ABA reduz os riscos de colisões ou diminui suas consequências, oferecendo assim um alto nível de segurança para o motorista, para a Sprinter, passageiros, carga, outros veículos da via e pedestres. Além de diminuir o risco de acidentes, o sistema aumenta a disponibilidade do veículo, otimizando a operação de transporte.

Assistente de Fadiga reconhece sinais de sonolência

O Assistente de Fadiga (Attention Assist), outra tecnologia exclusiva da Mercedes-Benz no segmento de veículos comerciais leves no Brasil, é um sistema de segurança capaz de reconhecer sinais típicos de sonolência e perda de atenção, indicando ao motorista, por meio de alertas sonoro e visual, a necessidade de fazer uma pausa.

O sistema pode ser desativado, voltando a se ativar novamente assim que o motorista desliga e liga o motor. Fica ativo aproximadamente a uma velocidade de 50 km/h. O Assistente de Fadiga oferece assim mais conforto e segurança para o motorista, especialmente quando ele percorre longas distâncias ou dirige à noite.

Assistente de Subida em Rampa garante conforto e segurança

Para maior conforto de dirigibilidade, a nova Sprinter passa a contar com o Assistente de Subida em Rampa (HSA – Hill Start Aid). Essa tecnologia auxilia o condutor nas partidas em aclives. A Sprinter permanece com o sistema de freio acionado por até 3 segundos até que se acelere o veículo. Isso traz mais segurança para o motorista e para os demais veículos que estão atrás. Outra grande vantagem é a redução no consumo de embreagem e de combustível.

Pioneiro ESP Adaptativo 9i® é um diferencial da marca já consagrado no mercado brasileiro

Este programa de estabilidade é um dos principais diferenciais tecnológicos da Sprinter, que foi a primeiro veículo comercial leve a trazer essa inovação para o Brasil em 2012. O ESP reduz significantemente o risco de derrapagem e capotamento, mesmo em situações críticas, além de garantir maior estabilidade do veículo.

Além de suas 9 já conhecidas funções, o ESP ganhou 4 novos sistemas como o MRS (Controle de torque de saída), o TSM (Redução de Oscilação do Trailer), ELC (Mudança de faixa com conforto) e EUC (Controle Aprimorado de Subviragem) que juntamenete com os demais itens do ESP visam reduzir ao máximo o tempo de reação do sistema de freios para iniciar a desaceleração do veículo.

O programa integra os sistemas ABS (Sistema Antibloqueio de Freios), ASR (Sistema de Controle de Tração), BAS (Servofreio de Emergência), EBD (Distribuição Eletrônica da Força de Frenagem), LAC (Controle de Carga Adaptativo), ROM (Controle de Rolagem), RMI (Interação de Movimento de Rolagem), EBP (Pré-carga Eletrônica de Freio) e BDW (Limpeza dos Discos de Freio).

Assistente de Vento Lateral ajuda a manter o veículo em sua trajetória

Exclusividade da Mercedes-Benz já conhecida no mercado brasileiro, o Assistente de Vento Lateral (Crosswind Assist) faz o acionamento unilateral dos freios para amenizar o efeito de ventos laterais, fazendo com que o veículo permaneça em sua trajetória sem a intervenção do motorista. O motorista é informado que o sistema está ativo por meio de uma mensagem no painel. O sistema é ativado a partir de uma velocidade de cerca de 80 km/h, utilizando os sensores do ESP para detectar fortes rajadas de ventos laterais.

As correções da trajetória são realizadas automaticamente pelo sistema, evitando assim que as rajadas de vento possam produzir um deslocamento lateral repentino do veículo. O sistema é ativado por meio de frenagem das rodas do lado que o veículo recebe a rajada de vento, reduzindo significativamente a mudança de trajetória.

Luzes de Circulação Diurna aumentam a segurança na via

Também já disponível na Sprinter, as Luzes de Circulação Diurna (DRL – Daytime Running Light) ligam-se automaticamente assim que o motor entra em funcionamento, desde que o interruptor das luzes esteja na posição de desligado. Com isso, é mais fácil que a Sprinter seja vista por outros usuários da via durante sua circulação ou viagem, oferecendo mais segurança para o motorista, passageiros, carga e outros veículos da via.

Câmera de ré com visor no display MBUX

Novidade para vans e furgões da nova Linha Sprinter. Disponível para a configuração com display MBUX, a câmera de ré traz mais conforto e praticidade para o motorista nas manobras. Isso resulta em mais proteção contra pequenas batidas, preservando o veículo, outros carros e objetos.

Jessica Marques e Adamo Bazani, jornalistas especializados em transportes

Comentários

  1. Fabio disse:

    Gostei mas será que a Mercedes resolveu o problema de ferrugem , problema crônico da mercedes

  2. Vivaldo Ferreira da Silva disse:

    realmente a Sprinter sempre inovando, mais igual a 312 não tem igual,,já tive 3 , atualmente tenho uma 313 ,,

  3. Antonio disse:

    Poderia ter a sprenter automática.

    1. Antônio Cláudio disse:

      Com certeza.ja erra pára sair automática.

    2. Christian Zimmer disse:

      Automática e 4×4 !

  4. Mário Cezar dos Santos disse:

    Olá tenho interesse em comprar uma Sprinter furgão longa 516.

    1. Mário Cezar dos Santos disse:

      81-99908-2322.

      1. Antonio disse:

        Qual valor que vai ser furgão estra longo

  5. Carlos Alberto Júnior disse:

    Um bom ultilitario inclusive tenho uma o único problema dela é que tudo nela em manutenção e até mesmo na compra do mesmo é caro demais.

  6. Gilmar angelo disse:

    A Mercedes poderia resolver meu problema pois investi tudo que tinha em uma Splinter 415 ano 2015 após sair da segunda revisão ela soltou a barra Axial da direção e tombou comigo já faz 4 anos e até hoje não resolveram mesmo provando que foi falha mecânica .e eu continuo aguardando a justiça decidir com o carro guardado mesmo sabendo que estou certo

  7. Afonso Andrade disse:

    Sprinter de 2012 pra cá não vale nada motor ruim e caro peças não acha em lugar nenhum e quando acha tem que vem o carro pra comprar

  8. Isac Luiz Pereira disse:

    Olha bom dia!! Me chamo Isac Luiz, eu sou mecânico da linha Diesel como eu faço para poder fazer parte desta empresa maravilhasa desejo aprender mais com esta empresa. Vou deixar o meu telefone caso tenho uma oportunidade
    (19)994041250 estou a disposição
    Obrigado

  9. Cassandra Roldan de Araújo disse:

    Bom dia me chamo Cassandra de Fortaleza trabalho com uma Sprinter 415 teto baixo 2013 nunca em 26 anos tive um carro tão ruim quebra muito e as peças são caríssimas e ela não te dá descanso de gastos vc não chega a terminar de pagar já surge outro problema ou seja ela te quebra todo não aconselho ninguém passar pelo que passo com a minha jamais indicarei a ninguém só tem beleza mas não presta se vc ver meu cartão é só Mercedes Benz para pagar Deus me livre um carro desses nem me dando queria mais E a gente compra um carro caro por conta da marca e se lasca na manutenção dela triste mas é verdade

  10. DIEGO disse:

    Ta show de bola.

  11. Antônio Carlos disse:

    Depois de 150.000 km a Sprinter bate tudo quando vai melhorar isso

  12. Elpídio Pereira disse:

    P
    Precisa ter porta automática,pelo menos não acham?

  13. Antonio Gomes disse:

    Tá faltando um mine degral para facilitar o embarque das pessoas idosos.

  14. JOEL PAIVA PEREIRA disse:

    Embreagem muito fraca na versão chassi com baú, bobeou queima tudo e a assistência técnica fica sem nenhum argumento para explicar, ficam só no chute técnico, um terror tanta fragilidade, na concessionária um vendedor já tinha me avisado, comprei, usei por 80.000 km e me ferrei, uma fortuna para trocar, se enfim a Mercedes lançasse uma versão automática talvez amenizasse o problema mas aqui nesse nosso quinto mundo isso nunca vai acontecer!!

  15. Fernando Messias Costa de Souza disse:

    Fernando Messias
    14 de outubro de 2019 às 20:33 hs
    Adiquiri uma teto alto 14/15 e ja saiu de fabrica com diferencial roncando, estava na garantia e não trocaram, por três vezes foram abertas e trocadas o conjunto e aínda não foi sanado o problema, coloquei na justiça e a Mercedes Benz não se importa com o seu maior bem ( o cliente ) deixa todo o problema na mão do cliente, além do ar condicionado e os amortecedores dianteiros não são apropriados para a suspensão, outro problema que ficou com os clientes, em fim, por mim e o tratamento que essa empresa de faixada chamada Mercedes Benz esta vendendo a estrela e não o produto eficaz ! EU SÓ TENHO A LAMENTAR !

  16. proença transporte e locação disse:

    Sprinter 2013 pra ca.
    Estou decipionado.

    Preciso renovar frota, mas nao sei se continuo com as sprinter.

  17. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Depois de ler os comentários acima, fiquei até triste.

    Nem a MBB presta serviço mais.

    Se essa SPINTER não for fabricada no Barslei, tá explicado num guenta mesmo.

    Depois dessa é bom a MBB rever os conceitos e critérios da linha SPINTER; afinal ficou mmuiiiiiiiiiiiiiiiiiiito parecida com a SPIN.

    Bom, depois que eu vi que a VITO passageiro não tem motor Diesel, câmbio automático e porta lateral do lado do motorista…

    Nada a esperar mais da MBB.

    Melhor comprar uma descartável; pelo menos já se sabe disso e é mais barato.

    Att,

    Paulo Gil

  18. Iwan Rocha disse:

    Lamentável a Mercedes não permitir a opção de cambio automático.

Deixe uma resposta